Força Aérea coloca AMX A-1 como monumento na Praça do Avião (RJ).

6
3916

A Praça do Avião, na Ilha do Governador (RJ), recebeu um exemplar do Embraer A-1 AMX para ser instalado como monumento.

As fotos que circulam nas redes sociais mostram os trabalhos de instalação da aeronave no local.

Curiosamente, a célula apresenta a matrícula FAB 5530, e o indicativo M da versão modernizada, mas uma atenta inspeção das imagens demonstra que se trata de uma célula dos A-1 AMX do 1º lote, mais antigos.

A Prefeitura da Aeronáutica (PAGL) retirou a réplica que ali havia para manutenção no início de 2019, porque as asas estavam se soltando e ofereciam riscos de machucar pessoas que transitam pelo local.

A Praça do Avião, inaugurada em 1969, pode ser considerada como parte da história da região ganhou inicialmente uma réplica do avião Gloster Meteor, considerado o primeiro caça à jato usado pela Aeronáutica, em homenagem aos militares insulanos que participaram da Segunda Guerra Mundial (lembrando que o Gloster F-8 não lutou na Itália, feito que coube aos P-47D Thunderbolt).

Em 1999 devido à necessidade de urbanização do local, ele foi levado ao Museu Aeroespacial e em seu lugar foi colocado uma réplica menor do jato AMX-A1.

Ao que tudo indica, essa é uma célula desativada da aeronave, o que deixa um ponto de interrogação: onde foi parar a réplica?

Quando houverem mais detalhes, retornaremos ao assunto. (redação).

6 Comentários

    • Foxtrot, você por aqui tb, somos do blog Poder Aéreo tb. Pois é, o programa de modernização seria ótimo se contemplace, pelo menos, 24 aeronaves, mas , devido aos contingenciamentos, serão menos, infelizmente!

  1. Na frente do prédio da Justiça Militar em Santa Maria, tem uma deriva de A-1 tb com a matrícula 5530. Essa aeronave da matéria não deve ser realmente uma célula modernizada, pela ausência das antenas e sensores do avião modernizado. A célula 5530 é a primeira do 3⁰ lote e operou no esquadrão Poker até ser enviada para a Embraer e servir de protótipo do projeto de modernização. A curiosidade é saber o que foi feito com a célula verdadeira do 5530. Esta é uma questão que pode ser averiguada por Tecnologia & Defesa.

  2. Até que enfim tiraram aquela réplica grotesta do A-1. Essa célula é uma desativada sem nenhum sistema, motor, asentos, aviônicos, etc. Ficou bem melhor. Tomara que aquela réplica não volte mais!!!

  3. Foi noticiado que seriam 14 células modernizadas para A-1M com previsão de entrega de algumas unidades em 2019 e outras em 2020. As demais 38 unidades ficariam “estocadas no PAMA-GL”. Mas dessas 38 sabemos que nem todas poderiam voar novamente. A AMI vai desativar toda sua frota em 2021.

    No inventário de A-1M hoje seriam 5506, 5520, 5525 (Sofreu incendio em 2019), 5526, 5530 e o A-1BM 5552.

    Como o Centauro e Poker vão sobreviver com 14 aeronaves? Foi dito que a FAB poderia ter um número maior de Aeronaves, porém dependeria de verbas e vontade da FAB.

    Vão desativar algum esquadrão?

    Acho que seria uma ótima reportagem para ser realizada.

  4. Olá Marcelo Andrade.
    Estou sim, como gosto muito do assunto defesa nacional frequento vários blogs, e sites em busca de informações.
    Cordial Abraço!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here