FAB recebe último caça F-5 modernizado pela Embraer

4
1972

Hoje, dia 15 de outubro, foi realizada, na unidade da Embraer de de Gavião Peixoto, a cerimônia de entrega do último caça F5M modernizado pela Embraer para a Força Aérea Brasileira (FAB), um modelo biplace (F-5FM), matrícula FAB 4810, encerrando um programa cujas primeiras entregas aconteceram em 2005.

A Embraer, em parceria com a empresa AEL Sistemas, foi responsável pela atualização de 49 aviões, implementando novas funções a bordo, como radar multimodo e suporte para armamentos sofisticados, todas integradas e gerenciadas por software embarcado e computadores de missão, a um custo avaliado de US$ 285 milhões.

 

Com informações e imagens da Embraer

4 Comentários

  1. Espero que possam ser vendidos para países da América do Sul após a substituição pelo Gripen. Países como o Paraguai, Uruguai e Bolívia sequer possuem aeronaves supersônicas. Seria um crime vê-los espetados em praças públicas.

    • concordo o brasil tem que tomar uma postura de liderança e influencia direta nos vizinhos, eles ate agradeceriam esse repasse de material ainda funcional, a diplomacia brasileira não é compatível com o tamanho do pais. Meu sonho e ver bases navais brasileiras com cooperação com o EB em países parceiros africanos parceiros dando treinamento e modernizando eles, crie afinidade e com isso crie clientes.

  2. O Brasil vai utilizar essas aeronaves ainda por muitos anos. Um lote de 36 Gripen não é suficiente para reequipar todos as esquadrões que operam o F-5M. Entao, quando eles forem finalmwnte desarivados,miito provavelmenge nao restara mais vida util nas celulas. E, se ainda tiver, precisará de autorização dos EUA para repassá-los a quem quer que seja.

  3. Seria legal sim vê-los nas Forças Aéreas do Uruguai, Paraguai e Bolivia, o narcotráfico tem utilizado aviões de alta perfomance como Gulfstreams para fugir as interceptações da defesa aérea.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here