Exército obtém capacitação para montagem das torres Platt

Militares do Arsenal de Guerra do Rio (AGR) e da Chefia de Material (Ch Mat), concluíram o curso de montagem SKD (“semi knock-down”) da torre manual Platt, realizado nas instalações da W&E Platt PTY Ltd, na cidade de Sydney, na Austrália.

O Exército Brasileiro (EB) possui um contrato de aquisição de 258 torres Platt MR550 Bi-Metal, assinado em janeiro de 2022, a ser empregada nas viaturas blindadas da família 6X6 Guarani e nas viaturas blindadas multitarefas (VBMT) 4X4 Guaicuru. Trata-se de uma plataforma blindada manual com suporte para diversos armamentos, como metralhadoras ou lançadores de granadas.

Diante desta demanda e visando desenvolver uma cadeia logística de suprimentos, montagem e manutenção, o AGR enviou uma equipe composta por dois tenentes engenheiros militares e dois sargentos do quadro de material bélico, além de uma capitão da Ch Mat, para realizar o curso de montagem, na modalidade SKD, onde os insumos são fornecidos total ou parcialmente desmontados. O curso ocorreu no período de 21 de julho a 05 de agosto.

As vantagens dessa metodologia são expressivas, pois proporciona uma rápida geração da cadeia logística, o desenvolvimento de instalações para manutenção até quarto escalão, atendimento pleno da demanda de manutenção e incremento da participação do sistema de fabricação no Programa Estratégico Forças Blindadas, gerando uma sustentabilidade logística na operação desse material de emprego militar (MEM).

Como fruto da realização desse treinamento, o AGR agora possui expertise para montagem destas estações de armas, tendo como próximos passos a preparação e validação de instalações para montagem e manutenção desse importante equipamento. Este processo também deverá ocorrer com a nova torre manual nacional REMAN, da ARES Aeroespacial e Defesa, que em junho foi homologada e também adotada, dando mais autonomia à Força Terrestre.

Com informações e imagens do Arsenal de Guerra do Rio

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

O acordo criará um canal de fabricação naval com sede nos Emirados Árabes Unidos e demonstra compromisso da estatal de...

Neste domingo, dia 18 de fevereiro, o primeiro lote de cinco viaturas blindadas 6X6 Guarani APC (“armoured personnel Carrier”), fabricados...

O Canadá registrou junto à Saab um pedido de compra de unidades do sistema de defesa antiaérea de curto alcance...

Faça hoje mesmo o seu cadastramento para participar da LAAD Security & Defence 2024, o maior evento de defesa e...

Comentários

4 respostas

  1. Não sabia dessa compra, nem da interação Guarani e LMV.
    Conheço as atuais ARES e o canhão de 30mm aqui do 30Bimec.

  2. Essa torre me parece muito bem protegida para que vai guarnecera e a quantidade me parece tambem dentro do esperado, ja que a REMAX sera a arma padrao do Guarani, infelizmente, o Exercito Brasileiro optou pela torre UT30BR como uma torre tambem ser usada no Guarani, que essa torre me parece ser Inferior tanto a torc30, tanto a UT30MK2, ja que ambas as torres ja tem uso no exterior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Disponível

DISPONÍVEL