Exército incorpora o sistema STREV

O Centro de Avaliações do Exército (CAEx) recebeu, em 11 de junho, o Sistema Transportável de Rastreio de Engenhos em Voo (STREV), capaz de efetuar o rastreio de diversos tipos de munições, dotando o Exército Brasileiro (EB) com uma nova capacidade. O equipamento integra o Programa Estratégico do Exército ASTROS 2020 (Prg EE ASTROS 2020).

O objetivo principal do sistema é apoiar a pesquisa, o desenvolvimento e a avaliação do míssil tático de cruzeiro MTC-300, do foguete guiado SS-40G e de outros projetos de pesquisa e desenvolvimento de engenhos em voo da base industrial de defesa e segurança (BIDS) e das Forças Armadas.

Em 9 de junho, foi concluída a fase de testes de aceitação em fábrica (TAF), em São Bernardo do Campo (SP), nas instalações da empresa Omnisys Engenharia, cuja implantação, no CAEx, integra o projeto de instrumentação para campo de instrução.

Os TAF visaram à verificação de um conjunto de requisitos a nível componente, subsistema e integração, realizados preliminarmente aos testes de aceitação em campo do sistema, com o fim de incrementar seu funcionamento e integração.

Após o êxito na conclusão dos TAF, houve o deslocamento rodoviário do STREV, em 10 e 11 de junho, da empresa contratada, em São Bernardo do Campo (SP) para as instalações do CAEx, onde será efetuada a primeira fase dos testes de aceitação em campo (TAC) do sistema, cujo objetivo é a verificação de requisitos e a eficácia sistêmica no rastreio de engenhos em voo.

O transporte foi efetuado por militares do CAEx e apoiado pelo 8º Batalhão de Polícia do Exército (8º BPE), de São Paulo (SP), pela Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), de Resende (RJ), e pelo 11º Batalhão de Polícia do Exército (11º BPE), do Rio de Janeiro (RJ).

Durante os TAC, está prevista a realização da última fase do treinamento em operação e manutenção do STREV, para a capacitação de pessoal na operação do sistema nas futuras missões de rastreio demandadas pelo Prg EE ASTROS 2020 e demais requisitantes.

Antes da missão, os militares participantes receberam as devidas orientações para o cumprimento das medidas sanitárias preventivas estabelecidas nas diretrizes do Comandante do Exército e do chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT) para a prevenção e o combate à Covid-19, a fim de preservar a saúde dos militares e de seus familiares, bem como manter a capacidade operativa dos quadros do Sistema de Ciência Tecnologia e Inovação do Exército (SCTIEx).

Fonte: CAEx
Fotos: Omnisys, ten Holanda e sd da Souza

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Empresas brasileiras destacam inovações e capacidades no cenário internacional A Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança...

Para celebrar os feitos dos mais de 25 mil homens e mulheres brasileiros que lutaram na 2ª Guerra Mundial, o...

Desde 1º de janeiro de 2023, o dr. Artur José Dian ocupa o cargo de Delegado-Geral da Polícia Civil do...

Em um surpreendente anuncio ocorrido hoje, dia 11 de junho, a empresa franco-germânica KNDS informou que encerrou as negociações de...

Comentários

4 respostas

  1. Bastos, nas fotos se vê 4 caminhões, aparentemente, iguais e um radar sendo puxado por um deles. Isso tudo é um conjunto/grupo de rastreio/acompanhamento ???

  2. Excelente amigo Bastos. Parabéns ao EB pela aquisição de equipamento de ponta, e para você, meu amigo, iranter-nos atualizado. Abraços!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL