Exército Francês desativa seus blindados ERC-90 Sagaie

8
1793

Por Laurent Lagneau, Zone Militaire (*)

Em 2016, o diretor da Seção Técnica do Exército (“Section technique de l’armée de Terre” – STAT) explicou aos deputados que as viaturas blindadas de Reconhecimento e combate 6X6 ERC-90 Sagaie seriam gradualmente retirados de serviço nos próximos anos e que as viaturas blindadas de combate 6X6 AMX -10 RCR assumiriam suas funções, até a chegada de seus substitutos, os ERC Jaguar, no contexto do do Programa Scorpion.

Desde a sua entrada em serviço na década de 1980, o ERC-90 Sagaie esteve envolvido em praticamente todas as operações francesas na África e, há cinco anos, o Exército tinha cem exemplares, que foram modernizados a partir de 2003.

Desenvolvido pela Panhard (atualmente Arquus), este veículo blindado leve, com 8,9 toneladas em ordem de combate, montado em um chassi de seis rodas, está armado com um canhão CN90F3, de 90 mm e 51 calibres, duas metralhadoras AANF1 7,62 mm e lançadores de fumaça. É aerotransportável e capaz de combater em teatros de operações contaminados, graças a um dispositivo de pressurização e filtragem do ar, possuem autonomia de 750 km, sendo um dos seus pontos fortes é a mobilidade, seja terrestre ou aquática.

“O Sagaie tem grandes vantagens que explicam sua vida útil mais longa do que deveria: é um veículo muito leve, que cabe facilmente em um Transall, e que tem um poder de fogo bastante considerável porque um canhão de 90 mm é um efeito e tanto. Até o usamos no início da intervenção no Mali”, lembrou o diretor do STAT há quase seis anos.

O Sagaie será substituídos pelos modernos EBRC Jaguar, equipados com canhão de tiro rápido de 40 mm e mísseis MMP (fotos: Nexter)

Mas o que ele previu se tornou realidade: em 1º de julho de 2020, o Exército tinha apenas 40 ERC-90 Sagaie em carga.

Um ano depois, de acordo com a última edição do documento “Principais dados da Defesa ” (“Les chiffres clés de la Défense”), publicado em 2021 pelo Ministérios da Defesa da frança, este veículo blindado efetivamente desapareceu do inventário. Observe que, nesse ínterim, nove cópias foram transferidas para o Exército do Chade, no entanto, ainda é assunto de ficha técnica no site do Exército Francês.

Além disso, e enquanto a viatura blindada multifunção 6X6 EBMR Griffon está gradualmente entrando em serviço nos regimentos, o número de viaturas blindadas 4X4 VAB continuou a diminuir, 151 unidades foram baixadas, sendo que em 1º de julho de 2021, o Exército tinha 2.500 viaturas.

Matéria publicada originalmente com o título “Le blindé à roues ERC-90 Sagaie ne fait officiellement plus partie de l’inventaire de l’armée de Terre” e traduzida e adaptada por Paulo Roberto Bastos Jr, com autorização de Zone Militaire.

(*) Zone Militaire é uma mídia francesa especializada em defesa e segurança.

8 Comentários

  1. Paulo , ainda acho que uma opção para substituição do Cascavel seria uma versão do Guarani com uma torre de 40 ou 50 mm de rápida cadencia .
    Em áreas urbanas isso deve ser suficiente para assegurar cobertura de fogo e destruir os bastiões inimigos

    • Eu já respondi isso muitas vezes, mas vamos lá: O ideal para substituir o Cascavel , de acordo com os estudos do próprio Exército, seria o vencedor da concorrência do VBC Cav, como foi planejado, mas como não se tem recurso orçamentário para fazer isso em sua totalidade, ele deverá permanecer em uso, modernizado, e ser utilizado em conjunto com a nova viatura a ser selecionada.

  2. Eu sonho com uma evolução da Remax em algo como esta torre do Jaguar com canhão entre 30 ou 40 mm, lançador de ATGM e o saudoso .50 da Remax .

  3. Muito interessante, eu já havia visto esse EBRC Jaguar 6×6 antes, inclusive…eu sei que esse site é serio e tal…mas esse belo veiculo, está até incluído no Battlefield 2042 (onde a garotada mais nova, que se interessa por militarismo, conheceu esse veiculo de combate francês).

  4. Qual é o gabarito dimensionaol para transporte e o peso do EBRC Jaguar. Será que é compativel com o Tansall?

  5. Na Wikipaedia obtive os seguintes dados e me parece que com suas 25 toneladas não é compativel com os TRansall:
    EBRC Jaguar
    Type Reconnaissance vehicle
    Place of origin France
    Service history
    In service 2020 –
    Used by France, Belgium
    Production history
    Manufacturer Nexter, Thales, Arquus
    Unit cost €1 million/vehicle
    Produced 2020 –
    Specifications
    Mass 25 tonnes
    Crew 3 (Commander + Driver + Gunner)
    Armour Ballistics, anti-mine and improvised explosive device (IED)
    Main
    armament
    CTA CT40 40 mm cannon
    Secondary
    armament
    7.62mm machine gun
    MMP ATGM
    Engine 500 hp[1]
    Suspension 6 wheel drive
    Operational
    range
    800 km (500 mi)[1]
    Maximum speed 90 km/h (56 mph)[1]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here