Exército Brasileiro adquire mais quatro radares SABER M60

3
1504
Foto: cabo Estevam / CCOMSEx

A Embraer e o Exército Brasileiro (EB) assinaram contrato para ampliar o uso dos radares SABER M60 nas Unidades de Artilharia Antiaérea do Exército Brasileiro. O anúncio foi realizado durante a edição 2022 da FIDAE (Feria Internacional del Aire y del Espacio), evento que ocorre em Santiago, no Chile.

Esta ampliação contará com a aquisição de quatro unidades adicionais de radares, em sua versão 2.0, e reforça a parceria estabelecida entre o EB e a Embraer no contínuo desenvolvimento, implantação e aprimoramento de Meios de Emprego Militar (MEM), que contribuam para aumentar as capacidades de atuações dessas Unidades, e está prevista no Planejamento Estratégico do Exército Brasileiro 2020-2023 e amplia a capacidade operacional da Força Terrestre.

Sinaliza o compromisso com a missão constitucional de Defesa da Pátria e contribui, também, para a ampliação de parcerias entre o setor público, o meio acadêmico e a indústria, a fim de buscar o domínio de tecnologias críticas na área de defesa.

Fruto da parceria entre a Embraer e o EB em desenvolver um radar de artilharia antiaérea de baixa altura, o Radar SABER M60 possui desenvolvimento 100% nacional e teve seu início de operação em 2010, quando as primeiras unidades foram entregues ao Exército. Em 2019, houve conclusão da fase de atualização tecnológica, resultando na versão 2.0, que já conta com exportações.

O SABER M60 é um radar de busca que integra um sistema de defesa antiaérea de baixa altura, visando a proteção de pontos e áreas sensíveis como indústrias, usinas e instalações governamentais e de tropas desdobradas no terreno. Com tecnologia 3D, possui alcance de 60 quilômetros e até 16.400 pés de altura e permite rastrear até 60 alvos simultaneamente, incluindo a detecção e classificação automática de alvos. De fácil montagem e transportabilidade, pode ser montado em até 15 minutos, e possuindo tecnologia LPI (“Low Probability Interception”), o que permite alta capacidade de atuar na identificação de alvos sem ser facilmente identificado.

O SABER M60 pode ser integrado aos sistemas de armas baseados em mísseis ou canhões antiaéreos e pode ser customizado para ser integrado em qualquer outro sistema de defesa aérea, como o Sistema de Defesa Aeroespacial Brasileiro (SISDABRA).

Foto: ST Orlando / CCOMSEx

Fonte: CCOMSEX

3 Comentários

  1. Com mais esses 4 quantos radares o EB vai ter? Além disso as versões mais antigas serão atualizadas para o 2.0 ?

  2. Deveríamos estimular a venda estrangeira( pais Irmãos africanos) deste meios assim estimulando a linha de produção e a aquisição de dados práticos para sua evolução gradual. a versão 3.0 poderia ter um sistema de montagem rápida , estilo um caixa que se abre

  3. Os radares da Família SABER são estremamente necessários, mas perdem sentido sem uma doutria de utilização e principalmente sem misseis de médio e longo alcance, uma defesa de três camadas é essencial em Brasília e nos principais polos induatriais e as instalações estratégicas como usinas nucleares, hidrelétricas e refinarias.Alem de sistemas rebocaveis para defesa de colunas de blindados…Somos completamente vuneráveis a armas de longo alcance e qualquer bombardeio de média e alta altitude.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here