Exército aprova o plano de acolhimento das VBC Cav

Foi publicado no Boletim do Exército de hoje (05/05), a portaria EME/C Ex Nº 1.011, de 24 de abril de 2023, que aprova o plano de acolhimento da viatura blindada de combate de cavalaria (VBC Cav) 8X8 Centauro II no âmbito do Exército Brasileiro (EB20-P-04.004), entrando em vigor na data de sua publicação.

Este plano tem como finalidade regular as ações necessárias ao acolhimento das novas viaturas, detalharem os objetivos e atividades logísticas, operacionais, de instrução e orientar e regular as ações as novas condutas, em função das novas capacidades adquiridas, que resultem na ampliação da capacidade militar e superioridade de enfrentamento.

A ampliação das capacidades operacionais da Força se deve, em grande parte, ao seu moderno e poderoso armamento, dotado de um canhão de 120 mm, estabilizado e com sofisticados optrônicos. Com efeito, os meios de alta tecnologia e a combinação destes com meios de inteligência, reconhecimento, vigilância e aquisição de alvos (IRVA) alteram significativamente o combate, demandando necessidade de revisão da doutrina em vigor.

Em nível de organização, a adoção da VBC Cav nas OM’s de Cavalaria mecanizada implica em modificação em seu quadro de pessoal, pois esta viatura exige o acréscimo de mais um militar à guarnição, quando comparado com a VBR 6X6 EE-9 Cascavel, bem como a própria incorporação da nova viatura resulta em reajuste na distribuição de cargos, alterando a organização dos esquadrões e regimentos, e implicando na necessidade de uma nova cadeia logística (que será facilitada devido à sua comunabilidade com a VBTP 6X6 Guarani).

Em 30 de janeiro deste ano, ocorreu a cerimônia de entrega simbólica das duas viaturas VBC CAV 8X8 Centauro II, do lote de amostra, ao Exército Brasileiro, em La Spezia, Itália (Foto: Leonardo)

De acordo com o novo planejamento do Estado-Maior do Exército, o cronograma de recebimento e destino das VBC Cav Centauro II será este:

2024

  • 02 (lote amostra) para o Centro de Instrução de Blindados (CI Bld), que depois da avaliação e capacitação se revertem para o 6º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado;
  • 07 para o 1º Regimento de Cavalaria Mecanizado;

2025

  • 05 para o 1º Regimento de Cavalaria Mecanizado;
  • 02 para o 2º Regimento de Cavalaria Mecanizado;

2026

  • 07 para o 2º Regimento de Cavalaria Mecanizado;

2027

  • 03 para o 2º Regimento de Cavalaria Mecanizado;
  • 03 para o 19º Regimento de Cavalaria Mecanizado;

2028

  • 06 para o 19º Regimento de Cavalaria Mecanizado;

2029

  • 03 para o 19º Regimento de Cavalaria Mecanizado;
  • 04 para o 10º Regimento de Cavalaria Mecanizado;

2030

  • 07 para o 10º Regimento de Cavalaria Mecanizado;

2031

  • 06 para o 10º Regimento de Cavalaria Mecanizado;
  • 01 para o 11º Regimento de Cavalaria Mecanizado;

2032

  • 06 para o 11º Regimento de Cavalaria Mecanizado;
  • 01 para o 17º Regimento de Cavalaria Mecanizado;

2033

  • 07 para o 17º Regimento de Cavalaria Mecanizado;

2034

  • 04 para o 17º Regimento de Cavalaria Mecanizado;
  • 03 para o 8º Regimento de Cavalaria Mecanizado;

2035

  • 07 para o 8º Regimento de Cavalaria Mecanizado;

2036

  • 02 para o 8º Regimento de Cavalaria Mecanizado;
  • 05 para o 5º Regimento de Cavalaria Mecanizado;

2037

  • 01 para o 5º Regimento de Cavalaria Mecanizado;
  • 06 para o 12º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado;

 

Esta disposição altera o cronograma inicial, mas continua contemplando o Comando Militar do Sul (CMS), com 56 viaturas nas 1ª e 2ª Brigadas de Cavalaria Mecanizadas e CI Bld; o Comando Militar do Oeste (CMO), com 36 viaturas na 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada; e o Comando Militar da Amazônia (CMA), com seis viaturas na 1ª Brigada de Infantaria de Selva, o que demonstra a preocupação da Força Terrestre com a segurança das fronteiras.

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

O Comando Militar do Nordeste (CMNE), nesta quinta-feira, dia 16 de maio, enviou um Hospital de Campanha (H Cmp) para...

Empresa do Grupo Embraer participa de debate sobre soluções tecnológicas que estão moldando o futuro dos grandes centros urbanos As...

Hoje, dia 16 de maio, às 18:00hs, será lançado o livro “Segurança Escolar – Prevenção multidisciplinar escolar contra-ataques ativos”, de...

Um drone do Exército Brasileiro (EB) localizou, no fim da tarde dessa terça-feira, dia 14, moradores pedindo ajuda no topo...

Comentários

16 respostas

  1. Conforme o ultimo parágrafo está fechando em 90 viaturas. Interessante é que consta o recebimento de 9 viaturas já neste corrente ano.

    Obs. Bastos, alguma novidade sobre o Cascavel NG/modernizado ???

  2. 6 Viaturas Centauro na Amazônia é só para dizer que ela não foi esquecida, né? Porque efeito dissuasório prático é ínfimo. Poderiam, pelo menos, deixar 36 no Sul, 36 no Oeste e 26 na Amazônia que seria uma distribuição mais equânime e inteligente.

    1. Meu caro, creio que 6 Cent.II como ponta de lança apoiando uma leva de Cascavéis modernizados(ou mesmo não modernizados) já segura a onda legal na Amazônia/Roraima etc.

      1. Teoricamente é uma região melhor armada que a fronteira Oeste. E não fica muito atrás da fronteira sul. Então não vejo porque essa distribuição desproporcional. No mais, Cascavel sem modernização não segura nada, pois sua capacidade de acertar um outro veículo em movimento é mínima. Diria que só com muita sorte.

        1. Fui Comte de Cascavel nos idos de 80, posso te garantir que nunca errei um tiro sequer. Tenho muita confiança no material.

  3. fora que o blindado e muito novo e praticamente outro blindado e não uma versão melhor dos centauros B1 mas isso explica por demora tanto fora quer o Exército italiano encomendou mais de 100 então vai ser trabalhar puxado

  4. EXISTE A POSSIBILIDADE DESSE PRAZO SER ENCURTADO? É UM PRAZO MUITO LONGO PARA RECEBER TÃO POUCAS VIATURAS.

    1. A possibilidade é o orçamento, essa quantidade x tempo de entrega esta de acordo com a possibilidade orçamentaria disponível ao EB.

  5. O 6º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado, aqui de Santa Maria, vai receber apenas 2 viaturas? O 12º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado receberá 6 viaturas. Há alguma explicação para essa diferença?

    1. Acho entretanto bastante curiosa a distribuição geral que o EB está fazendo dessas Vtr. O plano inicial (com link na matéria) embora não esteja tão detalhado me parecia muito mais equilibrado. Seriam 7 centauros por SU num total de 14 SU, mas dentro de apenas 3 brigadas onde poderia se concluir que seriam 2 RCM tipo 3 na 1a Bda, 3 tipo 2 na 4a Bda e q o Esqd de Boa Vista seria transformado num RCM tipo 2. Excelente, os Centauros estariam em apenas 6 localidades, o que facilitaria muito não só o treinamento mas tb toda a logística e manutenção dos mesmos (eu ainda preferiria um esquema ainda mais enxuto onde os centauros estivessem concentrados em apenas uma OM por bda — 24 Vtr cada em 4 Bda (1 e 4 BdaCMec, 15 BdaIMec e 1 BdaInfSl + 2 pro CIBld/6EsqdCM — mas isso é outra conversa).

      Enfim, eles agora apresentam um plano onde as Vtr estão salpicadas entre 10 OMs, com números quebrados que não perfazem esquadrões inteiros e bastante heterogêneo na distribuição… imaginaria que foi o resultado de uma queda de braço grande dentro do EB. Espero que se reverta novamente em algo mais sustentável…

  6. Sao apenas duas mas são as primeiras. Entendo q seriam usadas para testes, inicialmente no CI mas depois tb para experimentação doutrinária no 6° EsqCM, o q é justo pois como evidentemente sabes SM é onde mais se entende de blindados e CC especificamente no Brasil. Gostaria de imaginar tb q num futuro não muito distante, quando do recebimento dos CC e VBCI SL q hora se planejam, essa unidade seja transformada em esquadrão de cavalaria blindado, assim sendo não precisaria da dotação completa de Centauros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL