EUA autorizam a venda de mísseis Javelin para o Brasil

No dia 09 de agosto, a Agência de Cooperação de Segurança de Defesa (Defense Security Cooperation Agency – DSCA) anunciou que o Departamento de Estado aprovou uma possível venda de mísseis anticarro (“anti-tank guided missile” – ATGM) FGM-148 Javelin ao Brasil, por um custo estimado de até US$ 74 milhões, e entregou as notificações necessárias para o Congresso dos Estados Unidos.

O Governo do Brasil solicitou a compra de até 222 mísseis Javelin e 33 unidades de tiro. Também estão incluídos o treinamento, simuladores e suporte logístico integrado (SLI).

Caso a venda seja efetivada, os principais contratantes serão as empresas Raytheon/Lockheed Martin Javelin Joint Venture, de Orlando (FL) e Tucson (AZ), não haveendo acordos de compensação conhecidos propostos em relação a esta potencial venda.

“Esta venda proposta apoiará a política externa e os objetivos de segurança nacional dos Estados Unidos, melhorando a segurança de um importante parceiro regional que é uma força importante para a estabilidade política e o progresso econômico na América do Sul”, ressalta o comunicado.

Fonte: DCSA

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

A AVIBRAS Indústria Aeroespacial S/A, que em tempos passados foi considerada uma das maiores empresas  de defesa do mundo, mas...

Empresas brasileiras destacam inovações e capacidades no cenário internacional A Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança...

Para celebrar os feitos dos mais de 25 mil homens e mulheres brasileiros que lutaram na 2ª Guerra Mundial, o...

Desde 1º de janeiro de 2023, o dr. Artur José Dian ocupa o cargo de Delegado-Geral da Polícia Civil do...

Comentários

18 respostas

  1. Olá bom dia a todos os Senhores camaradas do Tecnodefesa!

    Estou na dúvida:
    Então o EB terá em seu inventário o israelense Spike e agora o Javelin?

    Um forte abraço a todos!

    Sgt Moreno
    (CM)

    1. Pelo Visto sim, o spike em menor numero também (10 lançadores e 100 misseis contra os 33 lançadores e 222 misseis javelin). Na minha opinião eu acho que o exercito ira passar esses javelins para a tropa aeromóvel ou talvez a tropa blindada, como e feito no EUA é os spike pra uso geral, mas isso na minha opinião.

    1. Ainda nem foi aprovado pelo senado norte-americano ainda, o que eu acho muito improvável de ocorrer esse ano devido a questão politica.

    2. “liberou a compra” e ” de ate”, não significa que o EB comprou e nem que comprou o numero total liberado.

  2. A venda não foi nem feita ainda. Foi apenas autorizada pelo Departamento de Estado dos EUA. Agora, tem que negociar as quantidades que serão efetivamente contratadas e daí, os prazos de entrega.

    1. Não, essa quantidade é a solicitada e a venda é via FMS. Sendo assim, o lote solicitado pelo Brasil faz parte de um lote maior que o DoD acresce quando compra da indústria para ele e outros mais. É cobrada uma taxa de 3,5%. Ou seja, o valor do equipamento para o comprador estrangeiro, quando opta pelo FMS (mais de 95% recorrem a esse programa quando compram MEM deles) é o que o próprio Estado americano paga pelo equipamento militar acrescido de uma taxa de 3,5%.

      1. Como é um equipamento encomendado constantemente, o comprador já sabe de antemão o valor.

        1. Eu respondi ao Dodô. Não questionei valor. Apenas disse que, se de fato a compra for efetivada, o que precisa ser negociado é a quantidade e o prazo para a entrega ocorrer.

          1. Só se o EB acabar não tendo o valor em que ele contava no orçamento, pois não é uma concorrência, foi fruto de uma requisição direta e o valor poderia ser estimado pela Força com pouca margem de erro.

          2. Mas, é exatamente isso. O total adquirido vai depender quanto dos “até 74 milhões” previstos será, efetivamente, liberado.

  3. Parabens ao EB, provavelmente o melhor míssil anti carro do mundo! Quem manda lá são os lobistas, aprovação parlamentar é formalização. Já é…….

        1. Eu torço para que o EB tenha orçamento para adquirir os 222 Javelins, pois não conheço ATGM melhor que ele. O Javelin já tinha uma boa fama e com a Guerra na Ucrânia nós podemos ver o bom desempenho dele em inúmeras ocasiões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL