EUA autorizam a venda de 27 blindados Stryker M1126 à Argentina

9
2537

No final da tarde de ontem, dia 06/07, a Departamento de Estado dos Estados Unidos da América determinou a aprovação de uma possível venda de 27 (vinte e sete) Veículos Blindados de Transporte de Tropas (VBTP) 8×8 Stryker M1126, e equipamentos relacionados, a Argentina por um custo estimado de 100 milhões de dólares (US$ 100 MI).

A Agência de Cooperação em Segurança de Defesa (DSCA, Defense Security Cooperation Agency) entregou a certificação exigida, notificando o Congresso do país sobre essa possível venda.

O Governo da Argentina solicitou a compra dos veículos, equipados com metralhadoras Browning M2HB .50’’ (12,7×99 mm), lançadores de granadas de fumaça M6, periscópios para motoristas AN/VAS-5, intercomunicadores AN/VIC-3, sistema de rádio terrestre e aéreo de canal único AN/VRC-91E (SINCGARS), ferramental especial, equipamentos de teste, peças sobressalentes,  treinamento, manuais técnicos e serviços de suporte técnico e logístico.

O papel de contratante principal ficará a cargo da General Dynamics Land Systems (GDLS) sem a existência de contratos de compensação conhecidos em relação a essa venda potencial, cuja implementação exigirá a atribuição temporária de 2 (dois) representantes de empreiteiros dos EUA, na Argentina, para apoiar o programa. Lembrando que este aviso de uma possível venda é exigido por lei e não significa que a venda foi concluída.

No comunicado da DSCA destacam-se os seguintes parágrafos:
Essa venda proposta apoiará as metas de política externa e os objetivos de segurança nacional dos Estados Unidos, melhorando a segurança de um grande aliado não pertencente à OTAN, que é um parceiro estratégico na América do Sul.
A venda proposta melhorará a capacidade da Argentina de enfrentar ameaças atuais e futuras, aumentando as capacidades operacionais e forçando a disponibilidade. A Argentina usará os veículos Stryker para conduzir operações de estabilidade em apoio à ajuda a desastres e obrigações internacionais de manutenção da paz. A Argentina não terá dificuldade em absorver esses veículos em suas forças armadas.
A venda proposta deste equipamento não alterará o equilíbrio militar básico na região”.

Depois do fiasco que foi a aquisição dos 4 (quatro) blindados 6×6 chineses Norinco WMZ551B1, em 2008, para serem utilizados no Haiti (mas que foram tão mal nos testes de recebimento que nunca foram enviados), e da avaliação do IVECO VBTP-MSR 6×6 Guarani, no final de 2012, parece que o Exército Argentino poderá utilizar o financiamento do FMS (Foreign Military Sales, ou programa de vendas militares estrangeiras), dos EUA, para dar um alento a sua Força Mecanizada.

Na América do Sul, o Stryker M1126 é utilizado pelo Exército da Colômbia, desde de 2014, que possui atualmente 32 veículos, conhecidos localmente como “Gladiador”.

9 Comentários

  1. Parece que o Guarani, assim como os IKL, KC-390 e Super Tucanos, não são bons o suficiente para as sofisticadas forças armadas argentinas.

  2. Fiasco chinês, a vontade de passar a perna nos outros é tanta que nem vender certinho para ganhar um parceiro conseguiram.

  3. É o BIG BROTHER expandindo seus “tentáculos” pelo seu “QUINTAL” aparentemente num movimento IRREVERSÍVEL !!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here