Entrega do Facão do Carcará, um dos símbolos do combatente de Caatinga

O 72° Batalhão de Infantaria Motorizado (72º BI Mtz), “A Casa do Combatente de Caatinga”, de Petrolina (PE), realizou em 27 de novembro a primeira cerimônia de entrega do “Facão do Carcará”, em um ambiente cercado de simbolismos, o Campo de Instrução Fazenda Tanque do Ferro (CIFTF), onde são forjados os Combatentes de Caatinga do Exército Brasileiro.

O Facão é um dos símbolos que compõe a mística em torno dos guerreiros que combatem sob o sol forte de um dos ambientes mais inóspitos do mundo, a caatinga. É concedido, exclusivamente, aos militares que concluíram com aproveitamento os Estágios realizados no Centro de Operações da Caatinga (CIOpC).

O ‘‘Facão do Carcará’’ é composto de uma lâmina fabricada em aço cromo molibdênio inoxidável. Carrega no pomo a cabeça de um carcará, esta ave de rapina que domina os céus da paisagem sertaneja age com perspicácia e oportunidade em seu instinto de sobrevivência, conseguindo resistir às agruras impostas pelo sol. Encravado em sua cruzeta, está o símbolo do então primeiro Curso de Operações na Caatinga, realizado em 2005, com o carcará ao centro, o escudo reluzente como o sol, com xique-xique nas laterais simbolizando a vegetação e com uma estrela em cima do escudo simbolizando o estabelecimento de ensino.

Tais características servem de inspiração para o espírito audaz que permeia os ideais do combatente de caatinga e o aproximam também da simplicidade dos humildes conhecedores desta rica paisagem seca.

Com informações e imagens do Comando Militar do Nordeste

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Empresa do Grupo Embraer participa de debate sobre soluções tecnológicas que estão moldando o futuro dos grandes centros urbanos As...

Hoje, dia 16 de maio, às 18:00hs, será lançado o livro “Segurança Escolar – Prevenção multidisciplinar escolar contra-ataques ativos”, de...

Um drone do Exército Brasileiro (EB) localizou, no fim da tarde dessa terça-feira, dia 14, moradores pedindo ajuda no topo...

A Águas Azuis, Sociedade de Propósito Específico (SPE), estabelecida entre a Thyssenkrupp Marine Systems, Embraer Defesa& Segurança e Atech para...

Comentários

Uma resposta

  1. Estas ave majestosa está ocupando cada vez mais o centro urbano de Curitiba, principalmente devido a quantidade de árvores espalhada pela cidade e dos inúmeros corredores “verdes”.

    Não raro é possível encontrar exemplares com envergaduras maiores que o padrão próximos aos grandes parques da cidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL