ÁREA DO CLIENTE

Empresa brasileira pretende fabricar aviões no Paraguai

A empresa brasileira Wega Aircraft, de Palhoça (SC), por meio do Sindicato dos Empresários Brasileiros do Paraguai, realizou o voo de exibição da aeronave leve Wega 180 para autoridades da Direccion Nacional de Aeronautica Civil (DINAC), Ministerio de Industria y Comercio (MIC), Red de Inversiones y Exportaciones (REDIEX) e Fuerza Aérea Paraguaya (FAP), na pista da Brigada I, na cidade de Luque, no Paraguai.

A aeronave se destina ao treinamento de pilotos militares e civis e ao monitoramento do espaço aéreo, possui de asa baixa e tem capacidade para dois ocupantes, sentados lado a lado e incluindo o piloto. A intenção da Wega Aircraft ao conseguir uma autorização junto ao MIC, por meio da REDIEX, e criar uma nova indústria no Paraguai para a fabricação das aeronaves.

A demonstração acrobática, que ocorreu ontem, dia 11, apresentou o desempenho da aeronave, destacando suas capacidades, com diversos pilotos da FAP expressando seu desejo de pilotá-la.

 

A solenidade contou com a presença do ministro da Indústria e Comércio, Luis Alberto Castiglioni, que destacou o esforço da REDIEX, na pessoa de seu diretor Nacional, o embaixador Estefanía Laterza, por ter conseguido articular a demonstração de voo, assegurando que a possibilidade de uma aeronave ser fabricada no Paraguai será um fato concreto a curto ou médio prazo.

“Estamos falando de uma indústria que virá formar nossa gente, profissionais paraguaios e paraguaios em uma indústria que utiliza a mais alta tecnologia. Ao mesmo tempo, o Paraguai com a possibilidade de ser a sede de uma indústria que nada mais oferecerá. e nada menos que aviões para todas as partes do mundo”, disse o ministro, destacando que as aeronaves serão construídas com elementos de última geração, como fibra de carbono.

Participaram também o ministro da Defesa Nacional, Bernardino Soto Estigarribia, o presidente da DINAC, engenheiro Félix Kanazawa, o chefe do Estado-Maior General, Arturo González, o sócio acionista da Wega Aircraft, Paulo Falcao, e o presidente do Sindicato dos Empresários Brasileiros do Paraguai, Rodrigo Maia.

Fonte: DINAC

COMPARTILHE