EMGEPRON realiza os primeiros testes com sua munição de 155mm

No dia 14 de dezembro, após mais de dois anos de desenvolvimento, a Empresa Gerencial de Projetos Navais (EMGEPRON), uma empresa pública vinculada ao Ministério da Defesa por intermédio do Comando da Marinha do Brasil (MB),  realizou os testes iniciais de tiro com corpos de granada da munição 155mm M107, munição de exercício e treinamento (TP), produzida pela Fábrica Almirante Jurandyr da Costa Muller (FAJCMC).

Os testes, com resultados satisfatórios, foram realizados no Centro de Avaliação do Exército (CAEx) como parte do exame de valor balístico (EVB) da munição para obtenção do apostilamento do título de registro junto à Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados (DFPC), do Exército Brasileiro.

Para o ano de 2024 está programada a continuidade dos testes que também serão acompanhados pela Diretoria de Sistemas de Armas (DSAM) da MB e marca o desenvolvimento e consolidação do projeto da granada de munição 155mm M107.

A EMGEPRON possui no seu escopo de negócios o gerenciamento da produção de munições de médio e grosso calibres empregados pela MB, por meio da FAJCMC, uma das maiores Fábricas de munições de grosso calibre da América Latina, exportando para diversos países na África, Ásia, Europa, América Latina e Oriente Médio.

Granadas M107 da EMGEPRON, projetada para uso em obuseiros de 155mm M114/M114A1/M114A2, M198, M109/M109A1 a M109A6, M777, GH 52, FH-70, ATMOS, CAESAR, PzH 2000, FH 77B e similares

Fonte: EMGEPRON

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

O Grupo EDGE, estatal de tecnologia os Emirados Árabes, anunciou que formalizou uma “joint venture” (JV) com a empresa espanhola...

O Exército Brasileiro (EB), por meio da Chefia de Material do Comando Logístico (CMat/CoLog), publicou hoje, dia 04 de março,...

Durante a HAI Heli Expo 2024, que aconteceu no final de fevereiro, nos Estados Unidos, a Safran Electronics & Defense...

Um valor em torno de U$ 400 milhões, resultante de acordo entre o grupo britânico e o Exército da Dinamarca...

Comentários

14 respostas

  1. Excelente notícia, pelo que se vê na guerra da Ucrânias vs Rússia é de suma importância se ter a fabricação de fogos de artilharia. Bravo Zulu e parabéns aos desenvolvedores!!!

    1. Está na matéria;
      “Granadas M107 da EMGEPRON, projetada para uso em obuseiros de 155mm M114/M114A1/M114A2, M198, M109/M109A1 a M109A6, M777, GH 52, FH-70, ATMOS, CAESAR, PzH 2000, FH 77B e similares.

  2. Muito orgulhoso da desta parceria, MB e EMGEPROM em mais esta vitória.
    BRAVO ZULU !!!
    CMG(RM1-EN) Bruno.

    1. A verde é Autoexplosiva, utilizada em situações reais. A azul é simulacro pra fins de treinamento. Não explode, tem o corpo reutilizável e uma carga mínima q simula a explosão; é muito mais barata em termos de valor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Disponível

DISPONÍVEL