Embraer KC-390 Millennium completa testes realizando lançamento de cargas em voo.

A aeronave de transporte multimissão de nova geração KC-390 Millennium concluiu com sucesso a campanha de testes de lançamento de cargas por gravidade e de cargas pesadas por extração com emprego dos métodos CDS (do inglês Container Delivery System) e LVAD (Low Velocity Air Drop), respectivamente.
O amplo leque de missões do KC390.
O avião possui um sistema de manuseio e lançamento de carga em voo no compartimento de carga totalmente automatizado, em que um único mestre de carga (loadmaster) pode executar todas as atividades, reduzindo a carga de trabalho e incrementando a consciência situacional.
Para os pilotos, um sistema chamado CCDP (Continuously Computed Drop Point) calcula automaticamente o ponto ideal de lançamento de carga para melhor precisão no cumprimento da missão.
Ambos os sistemas foram desenvolvidos pela Embraer.
Os testes, conduzidos pela Embraer em cooperação com a Força Aérea Brasileira e o Exército Brasileiro, foram realizados nas instalações do Exército dos Estados Unidos, em Yuma Proving Ground, no Arizona (EUA).
As principais realizações da campanha de testes foram o lançamento em voo de uma plataforma com peso máximo de 19 toneladas (42.000 libras), bem como o lançamento sequencial em voo de duas plataformas com peso total de 24 toneladas.
Com base nesses resultados, o KC-390 Millennium torna-se o único avião de transporte de médio porte capaz de realizar tal operação.

Durante a campanha de lançamento de cargas em voo em 2019, o KC-390 Millennium lançou diversos contêineres por gravidade, com até 24 contêineres em uma única passagem, assim como diversas plataformas Tipo V utilizando paraquedas de extração, totalizando 330 toneladas de cargas lançadas.

Destaques adicionais da campanha de testes:
  • Lançamento aéreo sequencial por extração com até quatro plataformas em uma única passagem;
  • Lançamento por extração utilizando dois paraquedas de extração de 28 pés (8,5 metros) de diâmetro com o piloto automático acoplado;
  • Sistema CCDP (Continuously Computed Drop Point) testado com sucesso para lançamentos por gravidade e extração em voo, demonstrando excelente precisão.

O manuseio da aeronave foi excelente em todas as condições de lançamento em voo, com os comandos de voo fly-by-wire extremamente eficazes no controle das mudanças de atitude de inclinação da aeronave durante e após cada liberação de carga.
As situações mais exigentes de lançamento foram realizadas sem intervenção do piloto (sidesticks fly-by-wire na posição neutra).
Os comentários extremamente positivos dos pilotos da Embraer e da Força Aérea Brasileira confirmam o desempenho superior desta aeronave durante as operações de lançamento de cargas em voo.

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) planeja testar uma das mais avançadas tecnologias de imageamento por satélite. Isso será...

A IACIT fortaleceu sua posição no mercado ao estabelecer uma colaboração estratégica com a Omnisys Engenharia, subsidiária da Thales, e a Meteomatics,...

A MBDA assinou uma emenda contratual com a Organização para Cooperação Conjunta em Armamento (OCCAR) para aumentar as capacidades técnicas...

A equipe de Tecnologia & Defesa esteve a bordo do super navio-aeródromo USS George Washington (CVN 73), um navio de...

Comentários

2 respostas

  1. O Campo de Provas de Yuma ( YPG ) – Yuma Proving Ground -YPG – é um campo de provas do Exército dos Estados Unidos. É uma das maiores instalações militares do mundo. E é subordinado ao Comando de Teste e Avaliação do Exército daquele país.

    Fica localizado no Sudoeste do Estado americano do Arizona e a Oeste do Condado de Yuma ea Noroeste do Deserto de Sonora.

    O YPG se propõe, no ambiente deserto, e não só neste, a testar todos os tipos de equipamentos e materiais militares dos Estados Unidos.
    No entanto, os Estados Unidos permitem que nações amigas utilizem o campo de provas do seu exército para realizarem programas de testes segundo os requisitos do Yuma Proving Ground – YPG -.

    Estas nações amigas tem interesses estratégicos e comerciais em fazer testes de seus novos aparatos de guerra no YPG. Isto porque, qualquer item militar que recebe a chancela do YPG é garantia internacional de que se trata de um produto que atende aos requisitos para o qual foi desenvolvido.

    Ora o C-390 Millenium já tem entregas feitas à FAB, e venda firme para Portugal, além de estar em negociações avançadas com outros doze (12) países, não há que se falar que o cargueiro esteja fazendo testes de lançamento de carga no campo de provas de Yuma. Logo, estamos a falar de um produto certificado e em uso.

    Por tudo isto, a dedução lógica dos especialistas na área deveria ser que, o C-390 Millenium está sendo avaliado, e não testado, pelos Estados Unidos; pois, a Boeing-Embraer tem interesse imediato na montagem do cargueiro naquele país, para sua venda ao mercado interno e para países influenciados pelo mesmo.

    Isto entendido, causa espécie todos os sites especializados dizerem que o C-390 Millennium está sendo testado; pois, um produto que está sendo testado não pode estar em serviço, visto que, ainda, não é operacional.

    Caso não concorde com minhas depreensões, obséquio mostrar as inconsistências das mesmas.

  2. Está sendo tratado sim, pois a aeronave foi certificada para voar, recebendo a que chamamos de IOC. Agora precisa ser certificada para realizar missões específicas a fim de atingir sua certificação operacional final. Aviões de defesa não são certificados da mesma maneira que ainda comerciais. Então está em teste sim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL