Embraer desenvolve soluções de transporte de carga para aeronaves comerciais

Motivada pelo significativo declínio do número de passageiros de companhias aéreas e pela crescente demanda por capacidade de carga aérea, a Embraer desenvolveu soluções de transporte de carga para sua linha de aeronaves comerciais. Com menos voos comerciais, que transportam passageiros e mercadorias, há uma necessidade crítica por mais espaço de carga.

Os engenheiros da Embraer aceitaram o desafio quando os clientes perguntaram se conseguiriam encontrar uma maneira de as aeronaves comerciais transportarem carga na cabine de passageiros”, explicou Johann Bordais, Presidente e CEO da Embraer Serviços & Suporte. “Hoje, os clientes podem escolher entre um portfólio de soluções para transportar carga nas cabines de seus EMB 120, ERJ 145 e os E-Jets”.

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) concedeu isenção para o transporte de carga adicional em aeronaves de passageiros da Embraer. A Embraer publicou Disposições Técnicas para as famílias de jatos comerciais ERJ 145 e de E-Jets, incluindo os E-Jets E2, que explicam como acomodar a carga na cabine. Um Boletim de Serviço também está disponível para o EMB 120.

Além de possibilitar o transporte de cargas menores nos compartimentos de bagagem acima dos assentos, itens maiores também podem ser transportados nos assentos, respeitadas restrições. A capacidade de carga útil é significativa. Por exemplo, um jato E190 de 96 lugares totalmente carregado pode transportar três toneladas métricas (ou 6.720 libras) de carga na cabine, além da carga do bagageiro inferior. Já um E195 de 118 lugares, pode transportar até 3,75 toneladas métricas (ou 8.260 libras).

Os clientes podem optar por uma configuração de frete montada no piso caso a carga transportada não caiba nos assentos para passageiros. Essa solução permite a remoção de até 70% dos assentos, com as demais áreas acomodando itens no piso da cabine. A carga deve estar contida em uma rede de proteção previamente aprovada, que é fixada aos trilhos interno e externo dos assentos. Esta solução já foi desenvolvida para um jato E195 de primeira geração, para a Azul Cargo, no Brasil.

A capacidade de carga útil da cabine do ERJ145 é de até 800 quilos (ou 1.750 libras) e a do E190-E2 de até 2,36 toneladas (ou 5.194 libras). Para clientes que precisam de ainda mais capacidade, a Embraer pode oferecer um Boletim de Serviço para configurações completas de carga, como, por exemplo, no EMB 120. Essas configurações oferecem aos operadores a flexibilidade de transportar itens de carga maiores montados no piso na cabine.

Fonte: Embraer

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Após um breve período de calmaria, que parecia que a tragédia ambiental no Sul estava chegando ao seu final, uma...

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) planeja testar uma das mais avançadas tecnologias de imageamento por satélite. Isso será...

A IACIT fortaleceu sua posição no mercado ao estabelecer uma colaboração estratégica com a Omnisys Engenharia, subsidiária da Thales, e a Meteomatics,...

A MBDA assinou uma emenda contratual com a Organização para Cooperação Conjunta em Armamento (OCCAR) para aumentar as capacidades técnicas...

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL