EB homologa a estação de armas ARES REMAX nas VBMT-LR 4×4 Iveco LMV

7
6372
Teste feito no CAEx

Na semana de 27 a 30 de abril, a Diretoria de Fabricação (DF) do Exército Brasileiro (EB), realizou a integração e testes de engenharia na viatura Iveco LMV-BR com a estação de armas remotamente controlada giro-estabilizada ARES REMAX, visando sua homologação, e contaram com o apoio da 9ª Brigada de Infantaria Motorizada (9ª Bda Inf Mtz), do Centro de Avaliações do Exército (CAEx) e das empresas Iveco Veículos de Defesa e ARES Aeroespacial e Defesa.

Esses testes fazem parte da campanha de homologação da Viatura Blindada Multitarefa, Leve de Rodas (VBMT-LR), após a aquisição do primeiro lote das viaturas Iveco LMV, dentro do Programa Estratégico do Exército (PEE) Guarani, subprograma Projeto Viaturas 4×4.

Ao longo do ano, outros testes também serão conduzidos de forma a garantir a integração da viatura com outros sistemas de armas e comando e controle (C2) definidos pelo EB.

Iveco LMV-BR visto de cima (Foto Roberto Caiafa)

As primeiras entregas das primeiras VBMT-LR 4×4 Iveco LMV estão previstas para o próximo ano.

 

Fotos e vídeos via Diretoria de Fabricação (DF)

7 Comentários

  1. Grande notícia Bastos. O trabalho informativo que vcs vem fazendo referente a viaturas blindadas nos últimos tempos é ímpar. Parabéns.

      • Falo em ser uma torre retrátil como no Armadillo, para ser transportado pelo KC-390. Que certamente seria uma torre volumosa com 2 ou 4 mísseis. Para ser embarcado de forma ligeira sem maiores contratempos.

        • Penso que poderíamos é homologar a própria torre do Armadilho TA-2, que é um projeto pronto, em nossos LMV e Guaranis.

          • Não, a torre do TA-2 não é um projeto pronto, e esta muito longe disso.
            Apesar da própria empresa declarar para T&D, e a outras mídias, que um protótipo funcional já estaria pronto e que este passaria por testes de tiro no CAEx ainda no ano passado, isso não aconteceu e, segundo informações do próprio EB, até o momento não houve nenhuma manifestação da empresa para providenciar tais testes.
            Ou seja, o chamado Sistema de Lançamento Armadillo TA-2 ainda é só uma conceito, sem nenhum teste que mostre sua real efetividade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here