Dois novos Gripens chegam ao Brasil

Por Agência Força Aérea

Ampliando a frota de modelos de série, bem como a capacidade de defesa e garantia da soberania do espaço aéreo do País e de suas fronteiras, chegaram ao Brasil nessa sexta-feira (05/05), mais duas unidades das aeronaves de caça da Força Aérea Brasileira (FAB), o F-39E Gripen. Os aviões foram transportados de navio, da Suécia até o Porto de Navegantes (SC), de onde foram retirados e, na madrugada deste sábado (06/05), rebocados até o Aeroporto Internacional Ministro Victor Konder.

Para o deslocamento, houve o envolvimento de militares da FAB, além da Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC), Guarda Municipal de Navegantes e Corpo de Bombeiros de Santa Catarina (CBMSC). A operação teve, ainda, a participação da Polícia Civil de Santa Catarina (PCSC), Prefeitura Municipal de Navegantes, Fundação Municipal de Vigilância e Trânsito (NAVETRAN) e Receita Federal.

Com a chegada das novas unidades, de matrículas FAB 4105 e FAB 4106, a Força Aérea passará a contar agora com seis aeronaves F-39 Gripen, integrando o acervo do Primeiro Grupo de Defesa Aérea (1º GDA) – Esquadrão Jaguar, localizado na Base Aérea de Anápolis (BAAN), em Goiás (GO).

 

Operação Navegantes

Após a chegada no Aeroporto de Navegantes, as aeronaves foram estacionadas no hangar. Durante o fim de semana elas passarão por procedimentos técnicos, além de receberem a instalação dos assentos ejetáveis e do kit de sobrevivência, bem como a preparação para o abastecimento e acionamento em solo. Ainda não há data confirmada para a decolagem das aeronaves.

O coordenador da Operação Navegantes, coronel aviador Leandro Barbosa Ferreira Pinto, explica acerca da dinâmica da missão. “A chegada de mais duas aeronaves F-39 Gripen em solo brasileiro representa a continuidade de um esforço conjunto em prol da Defesa Aérea de nosso país, sendo um motivo de orgulho para todos os integrantes dessa Operação”, destaca o Oficial.

Atuam na Operação Navegantes, equipes da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), do Comando de Preparo (COMPREP), do Centro de Transporte Logístico da Aeronáutica (CTLA), do Centro de Inteligência da Aeronáutica (CIAER), do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) e da Saab, empresa que desenvolve o Gripen.

F-39 Gripen E

O Gripen é reconhecido pela eficiência, baixo custo de operação, elevada disponibilidade e capacidade tecnológica avançada. O novo caça será utilizado também pela Força Aérea Suécia, como o vetor responsável pela soberania e proteção dessas nações.

No Brasil, a entrada em serviço significa um importante salto qualitativo e tecnológico, sendo alguns dos recursos embarcados inéditos para a FAB. A Força Aérea Brasileira é pioneira na operação do Gripen, desenvolvido conjuntamente pelo Brasil e pela Suécia.

Gripen E da FAB. Foto: Sgt. Bianca/FAB

Texto: tenente Letícia Faria / CECOMSAER
Fotos: tenente Letícia Faria e Divulgação Portonave

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

No dia de hoje, 17 de abril, no Quartel General do Exército (QGEx), o general de exército Fernando José Sant’ana...

Nesta segunda-feira, dia 15 de abril, o Destacamento de Aviação do Exército no Comando Militar do Norte (Dst Av Ex/CMN)...

Começou no ultimo domingo, dia 14 de abril, a Operação “Jeanne d’Arc 2024”, exercício realizado pela Marinha do Brasil (MB)...

Santiago Rivas (*) Na manhã de hoje, 16 de abril, foi finalmente assinado o contrato de aquisição das 24 aeronaves...

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL