Diário dos Teste com as Pistolas GLOCK G22 GEN5 AMS da PMESP (Licitação)

0
6566
A nova pistola será comprada após o modelo nacional usado pela corporação há alguns anos apresentar problemas, como disparos acidentais.

A Polícia Militar de São Paulo (PMESP) começou a testar, a partir da manhã da última quarta-feira (18/09) as pistolas Glock calibre .40 que venceram uma licitação internacional realizada pela corporação em agosto.

Serão compradas 40 mil unidades para a tropa, ao custo R$ 891,66 cada.

Também participaram da disputa as fabricantes italiana Beretta e turca Canik.

Após vencer a licitação por menor preço, a pistola austríaca precisa ser aprovada pela corporação em diversos testes de pressão, resistência e ensaios em ambientes reais, que irão durar até o dia 27 de setembro.

As armas serão submetidas ainda a exames de queda e de precisão (veja neste artigo).

Como as etapas da licitação são públicas, qualquer pessoa pode acompanhar os testes, que estão sendo realizados no estande de tiro da Academia da Polícia Militar Barro Branco, localizada na Avenida Água Fria, 1923, na Zona Norte de São Paulo.

Para a perícia, estão sendo utilizadas 4 armas que foram cedidas pela fabricante.

Cada uma delas será submetida a 10 mil tiros sequenciais, totalizando 40 mil disparos, sem limpeza, sem lubrificação e sem resfriamento.

A nova pistola será comprada após o modelo nacional usado pela corporação há alguns anos apresentar problemas, como disparos acidentais.

Diário de um Endurance (Day 2)

Hoje (19/09) finalizamos o segundo dia de endurance com as pistolas.

Outros 10.000 disparos sem qualquer falha impeditiva.

São 10 novos atiradores por dia para podermos avaliar qualquer variação por conta do atirador, incluindo mulheres.

Diário de um Endurance (Day 4)

Hoje (21/09) concluímos os testes de endurance com 04 pistolas GLOCK, G22 GEN5 AMS, sem que houvesse qualquer falha impeditiva.

Durante os testes de hoje, 4º dia de endurance, utilizamos uma câmera termal e pudemos observar a temperatura da pistola durante os ensaios.

Depois de 10.000 disparos a ponta do ferrolho estava a 248ºC sem qualquer dano à arma.

Diário de um Endurance (Day 8)

Hoje (25/09) realizamos os ensaios de precisão das pistolas.

Utilizamos 01 pistolas nova (sem uso) e 03 pistolas com 10.000 disparos cada para realizar os ensaios.

O Alvo foi posicionado a 25 metros de distância e realizados 10 disparos com cada arma. Os disparos deveriam atingir um círculo de 16cm de diâmetro.

Qualquer disparo fora desse agrupamento resultaria na reprovação das armas.

Teste realizado com sucesso.👇

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here