DGS entrega embarcação SAR ao Corpo de Bombeiros do Paraná

1
2403

Nos próximos dias, na cidade de Paranaguá (PR), ocorrerá a entrega oficial da embarcação de Busca e Salvamento STARK 330 SAR, que recebeu a matrícula LBS 14929, fabricada pela empresa brasileira DGS Defense, ao Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Paraná (CCB PMPR).

A DGS foi vencedora de uma licitação promovida pela Secretaria de Segurança Pública (SESP) do Estado do Paraná, com recursos provenientes do convênio Nº 880058/2018 (Processo Nº 08020.001517/2018-27),  celebrado com a União por intermédio do Ministério da Segurança Pública, representado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública, e a SESP e Administração Penitenciaria do Paraná, com interveniência do Estado do Paraná e com recursos provenientes do Fundo Nacional de Segurança Pública.

Seu objetivo era de modernizar o CCB PMPR, por meio de da aquisição de uma embarcação com Casco de Polietileno de Alta Densidade (ECPEAD), capaz de cumprir missões de Busca e Salvamento (Search and Rescue – SAR), para CCB PMPR, mais especificamente para o 8º Batalhão de Bombeiros, sediado em Paranaguá.

A aquisição de uma embarcação desenvolvida especificamente para a atividades de Busca e Salvamento, com capacidade técnica e operacional para atuar em situações de anormalidade de tempo e mar, trará capacidade institucional para atender emergências em todo o litoral paranaense, incluindo as populações ribeirinhas em suas mais de cinquenta ilhas, o maior porto de exportação de grãos e o que mais recebe fertilizantes e químicos do Brasil, o Porto de Paranaguá, e os mais de cem quilômetros de faixa litorânea, bem como apoiar as diversas instituições (SAMU, IAP, IBAMA, MB, PF, dentre outros) e Estados circunvizinhos (São Paulo e Santa Catarina), no sentido de garantia da paz e ordem social, através de respostas eficazes, rápidas, contínua e com segurança. Até a entrada em operação dessa embarcação, o CCB PMPR tinha capacidade operacional muito limitada para realizar esse tipo de missões, pois possuía somente embarcações de uso recreativo adaptadas, com severas restrições de uso em condições adversas de mar.

Em face de seu emprego específico como embarcação de Busca e Salvamento, a STARK 330 SAR conta com, dentre outras, sistema de navegação integrado e radar de banda larga de alta precisão; capacidade de transporte de uma maca, mas em situação de emergência esse pode chegar a três; suportes para cilindros de oxigênio medicinal de forma a prover os primeiros socorros às vítimas; suportes para cilindros de mergulho; plataforma para apoio às atividades de mergulho; teto em alumínio cobrindo o setor de popa da embarcação de forma a prover proteção à tripulação e vítimas contra o Sol e as intempéries climáticas.

Na última semana, de 02 a 06 de novembro, a DGS recebeu uma Comissão de Fiscalização e Recebimento do CCB PMPR, a qual testou e aprovou a embarcação.

Dados técnicos da STARK 330 SAR

  • Tipo: Embarcação de Casco de Polietileno de Alta Densidade (ECPEAD)
  • Comprimento total: 8,88 metros;
  • Boca máxima: 3,10 metros;
  • Peso leve: 5.000 kg;
  • Capacidade de carga: 1.500 kg;
  • Deslocamento máximo: 6.500 kg;
  • Motorização: 02 motores diesel de centro com potência individual de 350 HP e total embarcada de 700 HP;
  • Propulsão: 02 rabetas de alta performance;
  • Tripulação padrão: 01 piloto, 01 copiloto e 04 passageiros;

A DGS

A DGS Defense é uma empresa estratégica de defesa 100% nacional, componente da Base Industrial de Defesa e Segurança (BIDS), possui 13 anos de atividade e já entregou mais 90 embarcações à Marinha do Brasil, Exército Brasileiro, Polícia Federal, Corpo de Bombeiros, órgãos de segurança entre outras instituições, e consolida seu trabalho como único estaleiro brasileiro dedicado a projetos e construção de embarcações táticas (blindadas ou não) para as áreas de Defesa e Segurança.

Em 2017, foram criadas duas unidades na Florida, Estados Unidos: a DGS Monster Corp, com uma linha destinada ao mercado civil e com diversas unidades entregues; e a DGS Defence Corp, que oferece sua linha de defesa as forças armadas e de agências de segurança do país.

1 Comentário

  1. Espero que o ótimo trabalho feito pela DGS nesta embarcação consiga cada vez mais contratos, principalmente para o EB poder percorrer nossos rios de forma mais segura no combate a ações criminosas.
    Melhor ainda quando acompanhadas por uma REMAX.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here