Concluído com sucesso primeiro teste do radar M200 Vigilante

A Embraer e o Exército Brasileiro (EB) concluíram com sucesso o primeiro teste experimental do radar M200 Vigilante em ambiente representativo, incluindo a colocação do equipamento na aeronave KC-390 da Força Aérea Brasileira. A operação do radar foi realizada no Aeroporto Júlio Belém, em Parintins (AM), ao longo dos meses de junho e julho. A Prefeitura Municipal de Parintins e os administradores dos Aeroportos Júlio Belém e de Viracopos, de Campinas (SP), também apoiam a iniciativa.

A localidade foi escolhida em virtude do Festival Folclórico de Parintins, evento que implica um aumento expressivo no tráfego aéreo da região. Milhares de visitantes acessaram a cidade neste ano por meio do Aeroporto Júlio Belém, totalizando mais de 800 operações de pouso e decolagens em uma semana. O radar M200 Vigilante foi transportado pela primeira vez em um KC-390 da FAB, em um trajeto de três horas entre Campinas e Parintins. O sensor acompanhou o tráfego aéreo em um raio de 200 km do aeroporto, de forma ininterrupta, paralelamente ao trabalho dos controladores de voo do CINDACTA IV, órgão da FAB responsável pela coordenação aérea na região Norte.

“O Festival Folclórico de Parintins apresentou uma oportunidade de testar o desempenho do M200 Vigilante em um ambiente desafiador, como é o da Amazônia. A operação conjunta da Embraer com o Exército e a Força Aérea comprovou segurança, agilidade, precisão e robustez do equipamento já em sua primeira operação. Estamos muito satisfeitos com os resultados que são especificamente um passo importante na transição para o emprego eficaz e operacional futuro em proveito das Forças Armadas no Brasil e no exterior”, afirma Bosco da Costa Junior, presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança.

“Estamos orgulhosos em participar e contribuir com este evento relevante na região amazônica. Ao longo de mais de 15 anos de desenvolvimento na área de sensores, uma parceria entre o Exército e a Embraer construiu a autonomia tecnológica dos agora radares digitais, conhecidos como Phased Array . Realizar este exercício experimental foi mais um passo importante na comprovação de características técnicas do M200 Vigilante, que ampliará as capacidades de nossa tropa, mantendo a operação continuada com o apoio da Base Industrial da Defesa (BID)”, afirma o general de Exército Achilles Furlan Neto, chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT).

O radar M200 Vigilante é um sensor de médio alcance voltado para aplicações de Vigilância Aérea e Alerta Antecipado. Utilizando técnicas avançadas de processamento, é capaz de detectar e rastrear posições e trajetórias, além de classificar os alvos detectados. Possui um sistema integrado de geração de energia, que garante autonomia de operação por até 48 horas, além da facilidade de transporte por plataformas terrestres e aéreas.

Fonte: Embraer

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) planeja testar uma das mais avançadas tecnologias de imageamento por satélite. Isso será...

A IACIT fortaleceu sua posição no mercado ao estabelecer uma colaboração estratégica com a Omnisys Engenharia, subsidiária da Thales, e a Meteomatics,...

A MBDA assinou uma emenda contratual com a Organização para Cooperação Conjunta em Armamento (OCCAR) para aumentar as capacidades técnicas...

A equipe de Tecnologia & Defesa esteve a bordo do super navio-aeródromo USS George Washington (CVN 73), um navio de...

Comentários

Uma resposta

  1. Numa futura aquisição de um sistema de defesa antiaérea, esse radar vai ser integrado ao sistema da bateria de lançamento de misseis ?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL