Colosso Italiano! LHD Trieste é lançado ao Mar!

O LHD Trieste, a mais nova unidade anfíbia multifuncional da Marinha Italiana, classificada oficialmente como Landing Helicopter Dock (LHD), foi lançada ao mar neste sábado, 25 de maio.

O Trieste Irá substituir o porta aviões Giuseppe Garibaldi e um dos navios de assalto classe San Giorgio, quando entrar em serviço por volta de 2022.

O navio será equipado com helicópteros pesados EH101 e médios NH90 e aeronaves de 5ª geração stealth F-35B.

O navio também contará com uma doca flutuável abaixo do nível do hangar capaz de acomodar embarcações de desembarque anfíbio como LCM , LCAC , L-CAC e novos navios L-CAT (Catamarãs).

A unidade foi construída nas instalações de Castellamare di Stabia, do estaleiro Fincantieri, perto de Nápoles.

O primeiro corte de metal ocorreu em janeiro de 2017, a construção sendo concluída em 2019.

A entrega oficial para a Marinha italiana deverá ocorrer por volta de 2022. Será o maior navio da Marinha italiana, superando inclusive o Cavour.

Comparação de tamanho entre o Trieste e o Cavour.

Um colosso italiano

O Trieste possui um convoo medindo 230m x 32 m (cobrindo uma área de 7400 m²) com nove pontos de decolagem para helicópteros pesados ou quatro F-35B.

Além disso, esse LHD poderá hangarar em condições de plena operação 14-20 aeronaves de diversas configurações (provavelmente 4-6 F-35B e 8-10 helicópteros).

O hangar de 2600 m² possui dimensões para suportar até 14 aparelhos de diversos tipos.

Para realizar a movimentação de aeronaves do hangar para o convoo e vice-versa, estão disponíveis dois elevadores localizados na popa (de 15m x 15m) com capacidade de carga máxima de 42 toneladas.

Todas as operações de voo serão controladas pela ilha na popa (a ré).

Abaixo do hangar de aeronaves, com uma área de 2300 m², estarão as instalações anfíbias, com uma doca alagável com dimensões de 55m por 15m capaz de receber ou lançar até quatro LCM (navios anfíbios de desembarque) do modelo LC23 ou um LCAC/LCAT.

Os LCM terão condições de transportar por viagem um carro de combate Ariete, ou cinco Iveco LMV Lince, ou um VBR Centauro, ou um VBCI Freccia ou 300 soldados.

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

A Comissão do Exército Brasileiro em Washington (CEBW) publicou, na última sexta-feira, dia 19 de abril, um pedido de cotação...

O crescimento da Base Industrial de Defesa e Segurança Pública (BIDS) torna esse setor ainda mais estratégico e relevante para...

Em comemoração a semana do Exército, o Comando Militar do Sudeste (CMSE) está organizando uma série de eventos na Capital Paulista,...

O Ministério da Defesa (MinDef), por meio da Secretaria de Produtos de Defesa (SeProD), acompanhou, entre os dias 15 a...

Comentários

3 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL