Cerimônia dos 100 anos de blindados no Brasil

Santa Maria, no Rio Grande do Sul, foi palco das comemorações do Centenário dos Blindados no Brasil.

Na noite de segunda-feira, dia 8 de novembro, a capital nacional dos blindados voltou as suas atenções para o 1° Regimento de Carros de Combate (1º RCC), onde uma solenidade reuniu autoridades civis e militares, como o ministro da Defesa, Walter Souza Braga Netto; o comandante do Exército, general de exército Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira; e o comandante Militar do Sul, general de exército Valério Stumpf Trindade.

Coordenado pela 3ª Divisão de Exército (3ª DE), o Centro de Instrução de Blindados (CIBld) e as organizações militares subordinadas à 3ª DE brindaram os presentes com uma apresentação de som, luzes e muita história militar, um espetáculo  que contou a origem da tropa blindada do Exército Brasileiro. A riqueza e o cuidado estavam em cada detalhe.

Sob os olhares atentos da assistência, desfilou desde o primeiro blindado adquirido pela Força Terrestre, o Renault FT-17, até as modernas viaturas blindadas de transporte de pessoal (VBTP) 6X6 Guarani. Cada modelo empregado pelo Exército, no passado e no presente, marcou presença na cerimônia, sendo que os mais antigos, como o FT-17, o Fiat Ansaldo CV 3/35 II, o M8 Greyhound e o Half-Track, entre outros, foram totalmente recuperados e abrilhantaram a noite.

Homenagens

Outro ponto alto da celebração foi a homenagem ao Patrono, marechal José Pessoa Cavalcanti de Albuquerque, que, graças à sua experiência na França, durante a I Guerra Mundial, os primeiros FT-17 chegaram ao Brasil. Como Comandante da Companhia de Carros de Assalto, colocou a Força Terrestre a par do que havia de mais moderno em doutrina e material de emprego militar, alçando o País à vanguarda do emprego de meios blindados na América Latina.

Homenagem ao marechal José Pessoa Cavalcanti de Albuquerque

O comandante do 1°  Esquadrão de Reconhecimento da 1ª Divisão de Infantaria Expedicionária, general Plínio Pitaluga, e todos os integrantes da Força Expedicionária Brasileira (FEB) também foram homenageados pela tropa.

Homenagem ao general Pitaluga e todos os integrantes da FEB

Medalha do Mérito Combatente Blindado

Durante a cerimônia, militares da ativa e da reserva receberam a Medalha do Mérito Combatente Blindado. Instituída pelo Comando do Exército, é um reconhecimento às tradições castrenses, aos pioneiros, veteranos e àqueles que continuam, no presente, com o trabalho árduo e preciso nas OM de combate e apoio, mecanizadas, de manutenção, de Engenharia, de Material Bélico e Logística do Exército.

O ministro da Defesa, Walter Braga Netto, recebendo a medalha do Mérito Combatente Blindado

Modernização da tropa blindada

O Comandante Militar do Sul, general Stumpf, ressaltou a importância da modernização da frota blindada que, segundo o general, o Brasil precisa ter um poder dissuasório compatível com o tamanho e com a importância que possui no cenário internacional. “Equipar as Forças Armadas não se faz do dia para a noite. Investir em defesa é também estimular a pesquisa e o desenvolvimento tecnológico, fomentar a indústria e reduzir a dependência externa. A parceria entre o Exército, a Academia e a Indústria é fundamental para a defesa nacional. Esse processo sinérgico se reflete também na qualificação de mão de obra, na geração de emprego e de renda e no desenvolvimento do Brasil”, destacou.

O comandante do Exército, general Paulo Sérgio, elogiou a solenidade. Com a boina preta, marca do combatente blindado, ele destacou que o Exército precisa acompanhar o desenvolvimento tecnológico. “Os nossos blindados têm que acompanhar esse desenvolvimento para que a gente possa ter os meios necessários para defender a Pátria. Estamos entregando, na semana que vem, o Guarani de número 500 ao Exército Brasileiro. Uma viatura blindada, altamente tecnológica, com vários países interessados em adquiri-la. Vamos chegar a quase dois mil carros. Então nossas tropas blindadas e mecanizadas ficarão muito bem”. O comandante destacou, ainda, que o Exército trabalha na aquisição de um lote da Viatura Blindada de Cavalaria 8X8.

Fonte: Comunicação Social do Comando Militar do Sul

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

O Estado-Maior do Exército, por meio da portaria 1.294-EME/C Ex, de 03 de abril de 2024, aprovou a diretriz de...

Com o objetivo de desenvolver sistemas de alta tecnologia de propulsão e de  aeronaves não tripuladas, está sendo anunciada a...

De todas as novidades da FIDAE 2024, definitivamente a que mais surpreendeu o público não foi a vinda do caça...

A atuação dos drones na guerra entre a Rússia e a Ucrânia mudou os conceitos e doutrinas do atual cenário...

Comentários

2 respostas

  1. Parabéns pelo I Século da nossa tropa blindada e por todos os avanços possíveis até aqui! Que nos próximos anos, possamos nos orgulhar ainda mais, cobrindo todo o Estado Brasileiro da blindagem necessária e par e passo com o avanço da Indústria, tecnologia e emprego necessários à uma Nação justa e soberana, como sempre sonhamos! Que possamos ainda em nossa geração realizar os sonhos que sonhamos juntos e termos a certeza que passaremos ao porvir uma força armada verdadeiramente capaz à proteção da terra e que nascemos! Aço, Selva, Brasil acima de tudo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EM BREVE