Brigada Guarani é certificada como Força de Prontidão

A 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada (15ª Bda Inf Mec), a “Brigada Guarani”, realizou o exercício de Simulação Viva que corresponde à fase final de certificação de sua Força de Prontidão. Os militares realizaram uma série de treinamentos nas cidades de Cascavel, Santa Tereza do Oeste, Vera Cruz do Oeste, Ramilândia e Santa Helena, no Estado do Paraná, entre os dias 7 e 14 de junho.

A Simulação Viva capacitação os militares a partir de uma situação hipotética de emprego real, que simula situações de combate que exigem uma pronta resposta da tropa.

O exercício teve início com uma formatura de apronto operacional na cidade de Cascavel, que reuniu cerca de 1.500 militares e 200 viaturas de todas as organizações militares subordinadas à Brigada Guarani. Também estiveram reunidos os oficiais avaliadores do Centro de Adestramento Sul.

Com a conclusão do exercício, a 15ª Bda Inf Mec  está certificada como Força de Prontidão (FORPRON) do Exército Brasileiro, apta a atuar em qualquer cenário de emprego na Defesa na Pátria.

Fonte: 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

A Condor Tecnologias Não Letais anunciou detalhes dos integrantes do Conselho de Administração, após a recente aquisição de uma participação...

Acordo entre França, Bélgica, Chipre, Estônia e Hungria, assinado em 19 de junho, celebra a cooperação estratégica para a aquisição...

A KATIM, uma empresa do Grupo, e a Thales começarão a discutir o co-desenvolvimento de tecnologias de rádio definido por...

Durante a Eurosatory 2024, que esta ocorrendo no Centro de exposições Paris-Nord Villepinte, localizado nos arredores de Paris, a empresa...

Comentários

7 respostas

  1. Claro que o contexto é diferente, mas o fato de se cultivar alguns costumes pode render algo extremamente prejudicial em casos futuros…
    Vendo a foto da tropa toda reunida, lembrei do caso da tropa russa, agora na Ucrânia, em que o Cmt reuniu o contigente para, de acordo com as notícias, fazer um speech motivacional, e conseguiu atrair um fogo de HIMARS que resultou na baixa de 100 soldados + feridos…

    1. Agora com esses malditos drones filmando tudo no campo de batalha, todo cuidado é pouco.
      A tropa tem que agir como se já tivesse sido detectada por um drone.

  2. Quantos guaranis na foto, impressionante.

    Ademais, ver o Cascavel operando gera um misto de angústia por saber ser uma plataforma bem antiquada, mas também de esperança em um dia ver ele modernizado ou algo superior (Centauro 2) no seu lugar.

  3. Me chama atenção, a absurda falta de meios anti carro… não se vê canhão sem recuo, missil anti blindado só em sonho… e as lições da guerra da Ucrânia, onde o emprego das armas anti carro são imprescindíveis no combate moderno. Em vez de gastar sei lá quantos bilhões na construção de uma nova Escola De Sargentos das Armas em Recife, deveriam comprar armas anti carro.

    1. Isso é verdade, não sei quais benefícios a transferência da ESA para Recife trará, mas com certeza é muito dinheiro que poderia ser posto em um novo CC ou mísseis anticarro.

      Aliás Paulo, você tem alguma matéria falando sobre esse tema da transferência da Esa e suas vantagens?

  4. A foto dos Guaranis reunidos e impressionante. Nota-se no blindado mais a direita um “ajuste técnico” para que o mesmo possa prover suporte de oficina em campo, ou seja ja está na HR do EB lançar o grupo de estudo para o modelo Oficina.

    PS: fica a dica pra o T&D lançar uma matéria com todos os Submodelos do Guarani que tem seu projeto em andamento ou concluído dando assim uma visão “atualizada” do projeto Guarani em 2023

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL