Brasil e a classe Tamandaré, contrato assinado mas não fechado

Logo após a abertura oficial da LAAD Defence and Security 2019 na última terça-feira (02/04), ocorreu a concorrida cerimônia de assinatura do contrato das corvetas classe Tamandaré entre a Marinha do Brasil e o Consórcio Águas Azuis.

No entanto, e apesar disso, ainda poderão ocorrer mudanças na configuração final de sensores e armas que irão equipar as futuras corvetas brasileiras.

Segundo o CEO da Thyssenkrupp Marine Systems (TKMS), Rolf Wirtz, “a própria Marinha confirmou na cerimônia de assinatura realizada no 1º dia da LAAD 2019 que essa possibilidade existe. O refinamento do contrato deverá indicar essas mudanças”. Wirtz explicou que “a configuração que foi apresentada é um base line configuration de fornecedores que selecionamos mediante conversações realizadas com a Marinha do Brasil na fase anterior”.

E será a Marinha que decide as mudanças e quem as faz: “Quem vai fazer a escolha final do ítens é a Armada brasileira, e o nosso projeto permite a substituição de quase tudo (alguns ítens não poderão ser mudados, obviamente)”. Quando questionado sobre as razões da decisão, Wirtz explicou que “trata-se agora de uma questão comercial de competitividade que ainda vai demandar algumas rodadas de negociações mais profundas para uma definição final”.

Apesar das possíveis mudanças, Wirtz deixou claro que “de qualquer forma, a Marinha do Brasil terá a sua corveta”.

A este respeito, o CEO da TKMS assegurou que “estamos muito honrados em sermos o ofertante selecionado, o que demonstra a qualidade do trabalho que fizemos na fase da oferta”. Os estágios seguintes são muito claros: “Agora começa a fase de negociações com a organização de compras da Marinha do Brasil, a Emgepron, processo que deverá estar concluído até o final do ano”. Será precisamente nesta fase quando “serão esmiuçados aspectos pertinentes a definição técnica do produto e contratos diversos que fecharão o escopo contratual anunciado no 1º dia da LAAD 2019”.

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

No dia de hoje, 17 de abril, no Quartel General do Exército (QGEx), o general de exército Fernando José Sant’ana...

Nesta segunda-feira, dia 15 de abril, o Destacamento de Aviação do Exército no Comando Militar do Norte (Dst Av Ex/CMN)...

Começou no ultimo domingo, dia 14 de abril, a Operação “Jeanne d’Arc 2024”, exercício realizado pela Marinha do Brasil (MB)...

Santiago Rivas (*) Na manhã de hoje, 16 de abril, foi finalmente assinado o contrato de aquisição das 24 aeronaves...

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL