BLINDADOS Stryker: por que a Argentina ADIOU a compra?

Contingenciamentos também afetam o setor de Defesa da Argentina;
Chinesa NORINCO deseja voltar ao páreo;
Brasil pode se beneficiar com os Guarani da IVECO.

 

 

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Um valor em torno de U$ 400 milhões, resultante de acordo entre o grupo britânico e o Exército da Dinamarca...

As tripulações estão prontas para operar, a bordo do novo blindado, em todos os contextos operacionais. A Escola de Cavalaria...

O grupo italiano Leonardo vem registrando importantes marcas neste início de 2024. Dentre as conquistas e acordos de cooperação recentemente...

No dia de ontem, 27 de fevereiro, representantes da Diretoria de Fabricação (DF) do Exército Brasileiro visitaram a empresa Ares...

Comentários

4 respostas

  1. Acho que a proposta chinesa tem a intenção de amarrar a Argentina de vez na Norinco, e também agradar o povo argentino com a possível criação de novos empregos.
    Mas assim como vocês disseram no vídeo, a Argentina hoje não pode sacar um centavo para qualquer compra, dessa forma tem grandes chances de não sair nada dessa história.

  2. A Argentina não vai conseguir comprar esses Stryker, eles são caríssimos e a China não permitirá isso.

  3. A Argentina não comprará nem os Stryker porque não tem grana nem os Norinco pois tem péssimas experiências com material bélico chinês. O Guaraní tem chances mas é mais provavel que não comprem NADA ! O governo comunista e corrupto deles detestam as FFAA e enquanto estiveram no poder não compraram nada, deixaram sucatear tudo, por que comprariam agora ?

    1. Se a Argentina está na mais completa merda, agradeça ao cabeçudo militar chamado General Galtieri.
      Desde a imbecil guerra das Malvinas provocada pelo Galtieri para salvar seu governo falido, a Argentina nunca mais se levantou.
      Pagam até hoje o boicote inglês com o apoio americano.
      Vide que nem em sonho podem pensar em comprar os GRIPEN por força do boicote inglês.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Disponível

DISPONÍVEL