Batalhão de Blindados de Fuzileiros Navais realiza exercício de tiro

O Batalhão de Blindados de Fuzileiros Navais (BtlBldFuzNav) realizou, no período de 3 a 5 de novembro, a segunda edição anual do adestramento de Escola de Fogo, denominado ESFOG BLD-II/CC-II, no Centro de Avaliações do Exército (CAEx), o Campo de Provas da Marambaia/1948, na Restinga da Marambaia (RJ).

O evento teve a participação de cerca de 70 militares do batalhão, além de apoios específicos de outras organizações militares da Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE), e contou com quatro Carros de Combate Leve Sobre Lagartas (CCL SL) SK-105A2S Kürassier, duas Viaturas Blindadas Especiais Sobre Rodas (VtrBldEsp SR) 8×8 Piranha IIIC e uma Viatura Blindada Socorro Sobre Lagartas (VtrBldSoc SL) ARRV.

Nas atividades previstas, os blindados cumpriram diversas missões de tiro com seus armamentos orgânicos. Os militares adestraram-se em conjunto, como guarnições constituídas das viaturas, bem como praticaram os procedimentos aprendidos nos bancos escolares, seja no Curso Especial de Operação de Carro de Combate ou no Estágio de Qualificação Técnica Especial em Operação de VtrBldEsp SR 8×8 Piranha IIIC.

Durante o adestramento, foram observados os protocolos clínicos e terapêuticos estabelecidos para a Marinha.

Guarnição da VtrBldEsp SR 8×8 PIRANHA IIIC prepara a metralhadora para o tiro (Foto MB)

Fonte: Marinha do Brasil

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

A Comissão do Exército Brasileiro em Washington (CEBW) publicou, na última sexta-feira, dia 19 de abril, um pedido de cotação...

O crescimento da Base Industrial de Defesa e Segurança Pública (BIDS) torna esse setor ainda mais estratégico e relevante para...

Em comemoração a semana do Exército, o Comando Militar do Sudeste (CMSE) está organizando uma série de eventos na Capital Paulista,...

O Ministério da Defesa (MinDef), por meio da Secretaria de Produtos de Defesa (SeProD), acompanhou, entre os dias 15 a...

Comentários

2 respostas

  1. O nosso Guarani pode ser usado em assaltos anfíbios? Se sim, porque os fuzileiros navais não o utilizam? Eu sempre tive essa dúvida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL