BAE Systems entrega versão de comando do ACV para os Marines

A BAE Systems entregou a primeira variante de Comando e Controle de Veículos de Combate Anfíbios (ACV-C) sob o contrato de produção integral para o Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos (United States Marine Corps – USMC), que fornecerá um centro de comando móvel, permitindo consciência situacional e o planejamento de operações no ambiente de operações.

O ACV-C fornece verdadeira capacidade anfíbia em mar aberto, partindo do navio de desembarque até o objetivo, mobilidade terrestre, capacidade de sobrevivência e ampla capacidade de crescimento e flexibilidade para incorporar e adaptar tecnologias futuras. Através de estudos anteriores com o USMC, a BAE Systems provou que o ACV é verdadeiramente personalizável e tem capacidade de crescimento integrada para integrar futuras tecnologias de missão crítica, incluindo novas capacidades de gerenciamento de batalha, comunicações avançadas, gerenciamento de alvos em múltiplos domínios, além de sensores de linha de visão e capacidade de operar em conjunto com viaturas autônomas (MUM-T).

“Estamos entusiasmados em entregar esta capacidade crítica às mãos dos fuzileiros navais em campo”, disse Garrett Lacaillade, vice-presidente da linha de produtos de veículos anfíbios da BAE Systems. “À medida que os fuzileiros navais começam a se familiarizar com o novo ACV-C, continuamos prontos para atender a qualquer uma das necessidades críticas de combate anfíbio do Corpo para garantir que a Força de Fuzileiros Navais da Frota esteja pronta para a missão.”

O USMC e a BAE Systems entraram em produção plena no programa ACV (“Amphibious Combat Vehicle”) com um contrato concedido em dezembro de 2020. Atualmente, duas das quatro variantes do ACV estão em produção nas instalações da BAE Systems em York, Pensilvânia: a variante de transporte de pessoal (ACV -P), que fornece transporte para 13 fuzileiros navais equipados para combate e três tripulantes; e a nova variante ACV-C. Veículos de teste representativos de produção (PRTVs) estão atualmente em produção de apoio com canhão de 30mm (ACV-30), equipado com um sistema de torre remota que fornece a letalidade e proteção que os fuzileiros navais precisam, ao mesmo tempo que deixa amplo espaço para capacidade de tropas e carga útil.

A quarta variante contratada, a variante é a recuperador (ACV-R), concluiu recentemente a primeira fase do processo de design. A BAE Systems entregará veículos de teste representativos de produção em 2025. O ACV-R fornecerá suporte direto em campo, manutenção e recuperação para a família de veículos ACV.

A produção e o suporte do ACV estão ocorrendo nas instalações da BAE Systems em Stafford, Virgínia; San José, Califórnia; Sterling Heights, Michigan; Aiken, Carolina do Sul; e York, Pensilvânia.

 

Fonte: BAE Systems

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

O Grupo EDGE, estatal de tecnologia os Emirados Árabes, anunciou que formalizou uma “joint venture” (JV) com a empresa espanhola...

O Exército Brasileiro (EB), por meio da Chefia de Material do Comando Logístico (CMat/CoLog), publicou hoje, dia 04 de março,...

Durante a HAI Heli Expo 2024, que aconteceu no final de fevereiro, nos Estados Unidos, a Safran Electronics & Defense...

Um valor em torno de U$ 400 milhões, resultante de acordo entre o grupo britânico e o Exército da Dinamarca...

Comentários

5 respostas

  1. Esse blindando é uma excelente opção para o CFN e pode ser construído em Sete Lagoas pela IVECO junto aos guaranis,Guaicurus e Centauro 2 para o exército e seria um enorme avanço para os nossos fuzileiros navais terem esse blindado anfíbio e via FMS podemos adquirir mais JLTV e Clanf para o CFN e Black Hawk de ataque para o exército.

      1. É o mesmo veículo desenvolvido e produzido pela Iveco para os Fuzileiros Navais dos EUA e para a Brigada San Marco da Marinha Italiana e o “Lagunari” do Exército Italiano. Não é um substituto para a Freccia, que é um veículo terrestre da Infantaria do Exército.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Disponível

DISPONÍVEL