Avião do Juízo Final

0
1198
Boeing E-4B "Nightwatcher" (Foto: José Salgueiro)

O Boeing E-4B “Nightwatcher” é oficialmente chamado “NAOC” (National Airborne Operations Center ou Centro Nacional de Comando Aerotransportado). Esse Boeing 747-200 é muitas vezes confundido com o “Air Force One” que é a aeronave de mesmo modelo designada para transportar o presidente dos Estados Unidos. Porém, ao contrário do conforto da aeronave presidencial, o “Doomsday Plane” ou “Avião do Juízo Final”, é tripulado por técnicos, militares e analistas para assessorar o presidente americano em tempos de guerra. Esses “Jumbos especiais” produzidos para a Força Aérea Americana (USAF), foram alguns dos primeiros 747-200 a saírem da linha de montagem da Boeing no início dos anos 1970 e recebeu o apelido de “Avião do Juízo Final” pela imprensa norte-americana pois foram totalmente modificados para resistirem as interferências eletromagnéticas de uma explosão nuclear. Sua blindagem especial e a capacidade de fazer reabastecimento em voo, permite que essa aeronave permaneça no céu por diversos dias seguidos sem a necessidade de pousar. Ademais, a aeronave pode se conectar diretamente com satélites permitindo que o presidente dos Estados Unidos em exercício, estando ele à bordo ou com o apoio do E-4B, comande o país dos céus e coordene uma guerra global, incluindo, o acionamento do arsenal nuclear norte americano, localizado em terra e no mar. Esse quadrimotor de 70 metros de comprimento é capaz de alcançar velocidade superior à 1000km/h e também é equipado com uma série de mecanismos de defesa para confundir ataques de mísseis inimigos. O “Nightwatcher” ou “Observador Noturno” é uma verdadeira “máquina de guerra”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here