Avança o desenvolvimento do simulador do Guarani

A Diretoria de Fabricação (DF) do Exército coordenou as atividades de instrumentação da viatura blindada de transporte de pessoal – média sobre rodas (VBTP-MSR) 6X6 Guarani no contexto do desenvolvimento de seu Simulador de Procedimentos de Motorista (SPM), no período de 9 de Agosto de 2021 a 11 de março de 2022.

VBTP-MSR Guarani, equipado com o SARC UT30BR, coletando dados em rodagem no asfalto, estrada de terra e pista de obstáculo com inclinação lateral.

 

A atividade teve como objetivo a aquisição de dados da viatura em diferentes manobras e terrenos para uso no desenvolvimento e validação do modelo dinâmico, que está sendo desenvolvido pelo SENAI-RJ e constituirá um subsistema do simulador.

A instrumentação ocorreu no Centro de Avaliações do Exército (CAEx) e no Campo de Instrução de Gericinó (CIG), ambos no Rio de Janeiro, com o apoio do CAEx, 9ª Brigada de Infantaria Motorizada (9ª Bda Inf Mtz), 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada (15ª Bda Inf Mec) e 1º Batalhão de Infantaria Mecanizada (1º BI Mec).

VBTP-MSR Guarani, equipado com SARC REMAX e torre manual Platt, coletando dados em obstáculo de subida de degrau, em obstáculo de transposição de fosso e navegação em lago.

 

De acordo com o general de brigada Tales Areco Villela, diretor de fabricação do Exército, estão finalizando a inserção dos dados da instrumentação no programa de simulação e que o primeiro protótipo do SLM, dos quatros previstos, tem a previsão de entrega para julho deste ano.

Inserindo dados coletados da instrumentação do VBTP-MSR Guarani no programa de simulação

Com informações e Imagens da Comunicação Social da Diretoria de Fabricação

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

No dia 08 de maio de 2024 acontecerá Helipark, em Carapicuíba, na Região Metropolitana de São Paulo (SP), a Conferência de Aviação Policial –...

Os anos pioneiros da era do jato na Aviação de Caça da Força Aérea Brasileira foram marcados pela operação de...

A Comissão do Exército Brasileiro em Washington (CEBW) publicou, na última sexta-feira, dia 19 de abril, um pedido de cotação...

O crescimento da Base Industrial de Defesa e Segurança Pública (BIDS) torna esse setor ainda mais estratégico e relevante para...

Comentários

5 respostas

  1. Eu penso até que o EB e a MB através dos CFN deveriam otimizar custos tendo um centro de instruções se utilizando apenas de simuladores e laboratório com os veículos em uso, de modo que os futuros operadores pudessem não apenas destrinchar e conhecer cada centímetro do mesmo más também pudessem estar doutrinados na utilização destas tecnologias por simuladores.

  2. Parabéns, auxiliara na preservação do veículos e melhorar as ofertas internacionais, pois teremos o pacote de vendas completo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL