Ares aposta em crescimento para 2022

2
2257

A empresa já entregou quase 300 unidades do REMAX e aposta em mais crescimento neste ano.

Manter-se no mercado é sempre um desafio, mas para a Ares Aeroespacial e Defesa, 2022 traz a expectativa de um crescimento importante. Consequência de todos os investimentos feitos pela empresa ano a ano.

Para atender a demanda esperada para os próximos meses, a Ares tem mantido a linha de produção da estação de armas REMAX ativa, entre outras frentes de trabalho, além do desenvolvimento constante de soluções tecnológicas e do investimento em Pesquisa e Desenvolvimento.

Ano passado foram entregues 60 REMAX, somando quase 300 sistemas ao Exército Brasileiro. Além disso, a Ares tem investido ainda mais no projeto e principalmente no desenvolvimento de sistema REMAX para a produção seriada do produto; na estrutura de Suporte Logístico; na melhoria contínua de seus processos produtivos, maquinários e infraestrutura e na nacionalização de itens críticos.

A empresa mantém os investimentos constantes na atualização dos sistemas entregues, com foco principal no tratamento da obsolescência e incremento de performance.

O REMAX 4 é uma das apostas da empresa para continuar seu crescimento (Foto: Ares)

Em 2021, a Ares apresentou a nova versão de sua estação de armas, o REMAX 4, desenvolvida e fabricada em parceria com o Centro Tecnológico do Exército (CTEx), que trouxe mudanças significativas como a redução da altura em 20% e do peso em 12 kg, aumento da capacidade do cofre da munição, e a possibilidade integração com outros armamentos, como lançadores automáticos de granadas e mísseis anticarro e a integração de um sistema de alerta laser.

O resultado dos investimentos realizados pela Ares já podem ser sentidos, principalmente na mão de obra qualificada para o desenvolvimento de estações de armas e torres de baixo, médio e grosso calibre, o que eleva os níveis de autonomia tecnológica das Forças Armadas e, por consequência, do país.

Outra notícia que pode aquecer o setor de Defesa é a sinalização do Governo Federal em adquirir, nos próximos anos, mais viaturas blindadas de transporte de pessoal – média sobre rodas (VBTP-MSR) 6X6 Guarani, viaturas blindadas multitarefa leve sobre rodas (VBMT-LSR) 4X4 LMV-BR, viaturas blindadas de combate de Cavalaria (VBC Cav) e viaturas blindadas de combate obuseiro autopropulsado 155 mm sobre rodas (VBCOAP 155 mm SR), mais os  respectivos sistemas de armas para equipar estas viaturas, dentro do Programa Estratégico do Exército (Prg EE) FORÇAS BLINDADAS.

A Ares está sempre atenta às mudanças e necessidades do mercado de Defesa, adaptando-se sempre que necessário, e focando em soluções tecnológicas que beneficiam o país como um todo.

Fonte: Ares

 

2 Comentários

  1. EB e Ares juntos na construção de um obuseiro rebocado puro sangue nacional. Pode ser de 105mm, dominando essa tecnologia crítica, nosso país dará um salto magnífico em sua defesa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here