Akaer no World Defense Show

O grupo brasileiro Akaer participou da segunda edição do World Defense Show, feira internacional do setor de Defesa realizada em Riad, na Arábia Saudita, no começo deste mês de fevereiro. O evento reuniu os principais “players” mundiais do segmento, autoridades e visitantes de 115 nacionalidades.

Com uma sólida trajetória de mais de três décadas de atuação no desenvolvimento de tecnologias de ponta para os setores aeroespacial e de defesa, a Akaer tem ampliado sua presença no cenário global com negócios em mais de 20 países. O Oriente Médio é uma região estratégica para os planos de expansão do grupo e há importantes parcerias já consolidadas como na Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Israel e Turquia.“O World Defense Show reúne o que há de mais moderno no setor e atrai um público extremamente qualificado, o que o torna uma excelente oportunidade para estabelecer contatos, estreitar relacionamentos e construir novas parcerias”, destacou o CEO da Akaer, Cesar Silva.

Na oportunidade a empresa apresentou seu amplo portfólio, formado por tecnologias para aeronaves civis e militares, veículos aéreos não tripulados (UAVs), modernização de veículos terrestres blindados, câmeras de satélites, sistemas optrônicos avançados e subsistemas de mísseis, entre outros produtos.Um dos projetos mais recentes em que participa, o desenvolvimento do caça Hürjet, em parceria com a Turkish Aerospace Industry (TAI), que busca uma aeronave para treinamento avançado e ataque leve para a Força Aérea Turca, deverá atingir velocidades supersônicas e já fez seu primeiro voo em abril de 2023. A empresa brasileira foi responsável pelo projeto estrutural e pelas instalações dos sistemas de fuselagem e empenagens.

No campo aeroespacial a Akaer também teve importante atuação no projeto do cargueiro KC-390, em cooperação com a Embraer, e no desenvolvimento dos caças Gripen E para a Força Aérea Brasileira, juntamente com a sueca Saab. Também está envolvida em projetos nacionais importantes, como a modernização do blindado Cascavel e a produção do monóculo de imagem térmica OLHAR, ambos para o Exército Brasileiro. Lidera, ainda, os trabalhos em um ‘superdrone’ de cargas com propulsão híbrida à base de hidrogênio e o futuro veículo lançador de nano e microssatélites, um marco para o Programa Espacial Brasileiro, que contam com subvenção da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), agência de fomento do governo brasileiro.

Empresa Estratégica de Defesa (EED), com 32 anos de existência, já contabiliza mais de oito milhões de horas de Engenharia dedicadas ao desenvolvimento de sistemas e estruturas de aeronaves, participando ativamente em torno de 50 projetos pelo mundo. Reconhecida como uma das empresas mais inovadoras do Brasil nas três últimas edições do Prêmio Nacional de Inovação, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), tem suas instalações em São José dos Campos (SP), escritórios em Portugal e Turquia e vai implantar uma unidade no futuro Parque Tecnológico Aeroespacial da Bahia, em Salvador.

Fonte: Akaer              

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Com o objetivo de desenvolver sistemas de alta tecnologia de propulsão e de  aeronaves não tripuladas, está sendo anunciada a...

De todas as novidades da FIDAE 2024, definitivamente a que mais surpreendeu o público não foi a vinda do caça...

A atuação dos drones na guerra entre a Rússia e a Ucrânia mudou os conceitos e doutrinas do atual cenário...

Durante a FIDAE 2024, a Boeing apresentou uma atualização do programa do avião de patrulha marítima P-8 Poseidon e os...

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EM BREVE