AGR realiza tiros de validação de morteiros

Nos dias 12 e 13 de dezembro, o Arsenal de Guerra do Rio (AGR), organização militar subordinada à Diretoria de Fabricação (DF), realizou atividades de tiro técnico para validação de morteiros de 81 e 120mm novos e de um Royal Ordenance de 81mm modernizado pelo AGR. A atividade ocorreu no Centro de Avaliações do Exército (CAEx), que disponibilizou a linha de tiro, equipamentos e pessoal para que as ações ocorressem em segurança.

Os tiros técnicos para validação consistem na execução de diversos tiros, com cargas e angulações distintas, com o objetivo de testar o funcionamento de todo o armamento e realizar medições de pressão e velocidade de boca, com base nas normas do Exército Brasileiro.

Durante os dois dias, foram realizadas mais de uma centena de tiros, para viabilizar a entrega dos seguintes armamentos:

  • 15 morteiros médios 81mm AGR;
  • 4 morteiros pesados raiados 120mm M2A1R AGR; e
  • 1 morteiro médio 81mm Royal Ordenance L16 modernizado, com troca do reparo bipé e sistema de pontaria Spotim M2, da Ares Aeroespacial e Defesa.

Após a análise dos dados coletados, e devidamente aprovados, os morteiros estarão em condições de serem distribuídos e operados em segurança pelas tropas.

O AGR já iniciou a inspeção metrológica dos armamentos e deve finalizar todos os trabalhos de produção e estar em condições de entregar os morteiros a partir do dia 22 de dezembro de 2023.

Com informações e imagens do Arsenal de Guerra do Rio

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

O Grupo EDGE, estatal de tecnologia os Emirados Árabes, anunciou que formalizou uma “joint venture” (JV) com a empresa espanhola...

O Exército Brasileiro (EB), por meio da Chefia de Material do Comando Logístico (CMat/CoLog), publicou hoje, dia 04 de março,...

Durante a HAI Heli Expo 2024, que aconteceu no final de fevereiro, nos Estados Unidos, a Safran Electronics & Defense...

Um valor em torno de U$ 400 milhões, resultante de acordo entre o grupo britânico e o Exército da Dinamarca...

Comentários

4 respostas

  1. Quero ver o Exército fabricar seus próprios obuseiros AR. Isso é fundamental, básico, elementar, primário; para qualquer exército que se preze.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Disponível

DISPONÍVEL