AEL Sistemas garante as operações de ARP na FAB

A AEL Sistemas, empresa gaúcha de tecnologia em defesa, é responsável pelo fornecimento e suporte logístico das aeronaves Hermes 450 e Hermes 900 no Brasil, que apoiaram diversas operações estratégicas como: Copa do Mundo de 2014, Olimpíadas 2016, desde maio de 2020, à Operação Verde Brasil e atualmente, a operação Samaúma, com o objetivo de combater ilícitos ambientais, mapeados pelo Grupo Gestor do Conselho Nacional da Amazônia Legal (CNAL) em 26 municípios dos Estados do Amazonas, Mato Grosso, Pará e Rondônia.

O Suporte inclui o reparo de componentes, fornecimento de consumíveis e de peças de reposição, além de dispor em tempo integral, uma equipe técnica e de engenheiros altamente qualificados atuando em conjunto ao Esquadrão Hórus para garantir a disponibilidade desta frota em qualquer demanda do nosso país.

A empresa faz parte do Grupo Israelense Elbit Systems, um dos maiores conglomerados de defesa do Mundo, que desenvolve Aeronaves Remotamente Pilotadas (ARP) e diversos sensores que os equipam. Entre elas, o Hermes 900, que a Força Aérea Brasileira (FAB) opera.

Trata-se de um avançado sistema de ARP de grande porte operado em mais de 12 países, que foi amplamente utilizado nas Operações Verde Brasil 1 e 2, onde alcançou elevado êxito nas missões e está sendo peça chave na Operação Sumaúma.

Na FAB, o sistema aéreo não tripulado é designado RQ-900 e pertence ao Primeiro Esquadrão do Décimo Segundo Grupo de Aviação (1º/12º GAv), o Esquadrão Hórus, que está na Base Aérea de Santa Maria (BASM), no Rio Grande do Sul, sendo constantemente desdobrado para a região amazônica, áreas de fronteira, e em apoio a operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO).

O Hermes 900 tem autonomia de 30 horas de voo, e pode ser operado via satélite diretamente da estação de controle no Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), em Brasília (DF), e é considerado um dos mais modernos sistemas ARP da atualidade, sendo equipado com o DCoMPASS, que constitui um sistema de câmeras infravermelhas e termais de alta resolução com zoom óptico contínuo com capacidade de detectar e reconhecer alvos em longas distâncias, e ainda, com o SkEye, um conjunto de 10 câmeras de alta resolução que permitem a observação em tempo real de uma ampla região por um longo intervalo de tempo.

A utilização de um software especialista permite processar o conjunto de imagens, com visualizações independentes, possibilitando monitorar diferentes alvos simultaneamente em uma mesma área e fornecer informações valiosas para a atuação de equipes de monitoramento e controle. Com voo totalmente autônomo, o Hermes 900 pode ser equipado com diferentes configurações de cargas úteis e sensores de inteligência de comunicações e de sinais

Fonte: AEL Sistemas

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

O Grupo EDGE, estatal de tecnologia os Emirados Árabes, anunciou que formalizou uma “joint venture” (JV) com a empresa espanhola...

O Exército Brasileiro (EB), por meio da Chefia de Material do Comando Logístico (CMat/CoLog), publicou hoje, dia 04 de março,...

Durante a HAI Heli Expo 2024, que aconteceu no final de fevereiro, nos Estados Unidos, a Safran Electronics & Defense...

Um valor em torno de U$ 400 milhões, resultante de acordo entre o grupo britânico e o Exército da Dinamarca...

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Disponível

DISPONÍVEL