A evolução do programa Soldado do Futuro alemão

A empresa alemã Rheinmetall apresentou às Forças Armadas da Alemanha (Bundeswehr) o primeiro conceito completo para a terceira geração do Soldado do Futuro – Sistema Expandido, ou “Soldatensystems Infanterist der Zukunft – Erweitertes System” (IdZ-ES) em alemão, que é a primeira etapa de um abrangente estudo concedido à empresa, cujo contrato foi assinado em março de 2021, com o objetivo de examinar e avaliar possíveis melhorias na versão do sistema já em serviço e produzir um conceito completo para sua próxima geração.

O estudo, que deve ser concluído até 30 de maio de 2022, revelará riscos potenciais de implementação, direcionadores de custos e o grau de maturidade de um sistema orientado para a missão, servindo como base para a preparação de propostas de solução para a aquisição de um sistema de 3ª geração, sendo que, dependendo do resultado do estudo, poderá resultar em outro contrato significativo para a Rheinmetall, já que o Bundeswehr tem uma necessidade contínua de sistemas avançados de soldados digitais.

Este abrangerá sete pacotes de trabalho, que juntos compõem o sistema IdZ-ES completo, ou seja, o central e o periférico, que incluem as funções de comando, controle, comunicações, computadores e inteligência (C4I), que, entre outras coisas, estão sendo examinadas em relação à conformidade planejada com o programa de Operações Terrestres Digitalizadas (D-LBO). Também estão sendo levados em consideração os subsistemas de vestuários, equipamentos de proteção e suporte de carga, óptica e optrônica, e os links para veículos terrestres e aeronaves, bem como armas e dispositivos de mira.

Durante o estudo, sistemas teste serão fabricadas, com a Rheinmetall Electronics atuando como gestora no projeto e várias empresas participando como subcontratada, sendo que os relatórios intermediários sobre os tópicos individuais devem ser apresentados em 22 de novembro de 2021 e o relatório final, com todas as atividades cobertas no estudo, em 30 de maio de 2022.

O projeto está interligado com os sistemas de pelotão IdZ-ES 68 e o Panzergrenadier, consistindo no sistema IdZ-ES da Força-Tarefa Conjunta de Prontidão Muito Alta (“Very High Joint Readiness Task Force” – VJTF) e na nova versão aprimorada do veículo de combate de infantaria Puma. O System Panzergrenadier será o principal sistema de pronta resposta da OTAN na VJTF 2023, que será fornecida pelo Bundeswehr, e foi declarado pronto para ação pelo comandante do Exército Alemão em março de 2021.

Fonte: Rheinmetall

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

A Comissão do Exército Brasileiro em Washington (CEBW) publicou, na última sexta-feira, dia 19 de abril, um pedido de cotação...

O crescimento da Base Industrial de Defesa e Segurança Pública (BIDS) torna esse setor ainda mais estratégico e relevante para...

Em comemoração a semana do Exército, o Comando Militar do Sudeste (CMSE) está organizando uma série de eventos na Capital Paulista,...

O Ministério da Defesa (MinDef), por meio da Secretaria de Produtos de Defesa (SeProD), acompanhou, entre os dias 15 a...

Comentários

Uma resposta

  1. Esse sistema, com o vci Puma, o 8×8 Boxer, o mbt Leopard 2A7, o Panzer2000, o MLRS M270 e o Fennek na frente com as forças especiais fazendo a recolha de informações com os mini-drones e com os atgm Spike MR/LR e os portáteis sam stinger para defesa própria e tudo isto debaixo do guarda-chuva do Patriot PAC-3, é excelente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL