2º Distrito Naval apresenta suas novas Lanchas Raptor 999

6
2388
Lanchas de Inspeção Naval Blindadas Guaiúba e Caraúna serão utilizadas em operações conjuntas com os órgãos de Segurança Pública do Estado da Bahia (Imagem: MB)

Ontem, dia 08 de fevereiro, o Comando do 2º Distrito Naval (Com2ºDN) apresentou suas novas Lanchas de Inspeção Naval Blindadas (LINB) Guaiúba e Caraúna, do modelo DGS Raptor 999, aos órgãos de segurança pública e à imprensa.

As embarcações de ação rápida possuem proteção balística e câmeras termais e serão empregadas nas atividades de patrulhamento na Baía de Todos-os-Santos (BTS) e proximidades. O diferencial de velocidade, autonomia e manobrabilidade da lancha é capaz de oferecer pronta e rápida resposta em apoio aos órgãos de segurança pública do estado, nas ações conjuntas para a fiscalização das águas interiores e o combate aos crimes transfronteiriços e ambientais.

A área marítima citada apresenta características específicas, marcadas por águas rasas, presença de altos fundos e, principalmente, de pedras. Tais situações representam risco e necessitam de embarcações com baixo calado, casco reforçado, dotado de resistência superior a impactos. A LINB é um tipo de embarcação tática blindada de alto desempenho, utilizada com sucesso em várias operações militares no mundo, por apresentar mobilidade tática e suporte de fogo em ambientes ribeirinhos e litorâneos. Construída com material de alto peso molecular, possui características exclusivas como retardo de chama, grande reserva de flutuabilidade (por seu casco ter densidade menor que a água) e elevada capacidade de absorção de choques, o que a diferencia das embarcações feitas em fibra de vidro e alumínio. A lancha possui ainda sirene tipo polícia, luzes de navegação e de sinalização estroboscópica e pode ser equipada com metralhadoras. Além disso, é dotada de radar digital de alcance compatível com a área de atuação, sensores e câmera termal, o que lhe permite atuar em operações noturnas.

Um fato que agrega grande vantagem é que o sistema de blindagem das LINB compõe o projeto da mesma, não sendo uma mera adaptação, suportando disparos de fuzis. Na opinião do comandante do 2º Distrito Naval, vice-almirante Humberto Caldas da Silveira Junior, as embarcações facilitarão a atuação com mais eficiência na área marítima da Baía de Todos-os-Santos e entorno, o que permitirá à sociedade contar com melhores serviços na área de segurança.

Representantes das Forças de Segurança participaram da cerimônia
de entrega das LINB, ao lado do vice-almirante Humberto (Imagem: MB)

Fonte: Marinha do Brasil

6 Comentários

  1. Paulo, bom dia, excelente notícia. Em paralelo e “off-topic”, ano passado o Roberto mencionou que faria uma matéria sobre os Armed Black Hawks e tambem tentaria obter informações sobre o vant falcão da avibrás. Alguma novidade sobre esses assuntos ?
    Obrigado.

  2. Olha, entrei no site da DGS Defense e tem na página inicial uma foto com todas as lanchas deles e tem uma ,bem bacana e maior que a DGS-888 ou a 999, que lembra bem a CB-90.

      • Creio que não Rodrigo, se percebe que ela é maior que a 888 e a 999(que pra mim é a 888 com implementos laterais e cobertura devido a ter a mesma cabine.

        • Os projetos da DGS são similares, permitindo seu aumento e uma grande customização. Acredito que a foto remete a isto. Mas a embarcação realmente chama bastante a atenção.

  3. O equipamento parece excelente, assim como é a versão anterior 888.
    O problema do Brasil são as famosas compras a “conta gotas”.
    Deveriam analisar a demanda de todos os usuários (EB/MB/CFN) e comprar de uma vez só todas as unidades que essas forças necessitam.
    Mas pare isso acontecer precisamos de comandos conjuntos e um MD que tenha poder de decisão.
    E ao que parece o primeiro nunca irá acontecer por aqui e o segundo passa a impressão que não existe até hoje !

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here