23ª Brigada de Selva é certificada como Força de Prontidão

Durante todo o mês de junho, o Comando Militar do Norte (CMN) e o Centro de Adestramento-Leste (CA-Leste) realizam o exercício “Força de Prontidão Operacional” para certificar a 23ª Brigada de Infantaria de Selva (23ª Bda Inf Sl), a “Brigada Marechal Soares de Andrea”, como uma organização militar pronta para cumprir com a missão de defender e proteger o território nacional.

Na prática, para alcançar o nível desejado de eficiência operacional, os militares passaram por diversos exercícios teóricos e práticos em três fases de adestramento: construtiva, virtual e viva. “Agora estamos na fase mais importante que é vir ao terreno e verificar se todo o planejamento e simulação na carta tiveram efetividade. Por fim, este exercício vai certificar, mais uma vez, a 23ª Bda Inf Sl como Força de Prontidão (FORPRON) do Exército Brasileiro para estar apta para cumprir com a missão de defesa da Pátria em qualquer parte do território brasileiro”, destacou o comandante da Brigada, general de Brigada Eduardo da Veiga Cabral.

Alguns exercícios foram realizados bem próximos a população, como no bairro Cidade Nova, em Itupiranga (PA), e ainda no terreno da Siderúrgica SINOBRÁS. Além de áreas de mata fechada na região, para simular o combate em ambiente de selva.

Para Alcione de Oliveira, coordenadora de habitação do bairro Cidade Nova, presenciar um treinamento do Exército de perto é satisfatório para todas as idades. “Está sendo muito legal para as crianças, elas estão eufóricas. E ainda é benéfico para as famílias porque nos passa um pouco mais de segurança”, destacou.

Para a criançada o adestramento é um show a parte e uma inspiração. “Quando eu crescer, quero ser igual a eles. Usar esta farda, esses equipamentos e defender as pessoas”, disse o Guilherme da Silva, de 10 anos, que seguia os militares em patrulha pelos quarteirões do bairro.

Estavam empregados mais de 1600 militares, aproximadamente 120 viaturas, 29 embarcações e quatro helicópteros, sendo dois Jaguar e dois Pantera. A Certificação FORPRON envolveu exercícios das tropas em ambiente de selva, com infiltrações pelos rios da Amazônia, pelo ar com as aeronaves, envolvendo resgate aeromóvel de feridos em confronto. De forma simulada, os militares agem de forma ofensiva e defensiva contra Forças Irregulares, colocando em prática todas as capacidades militares do CMN. É importante destacar que o Exército realiza os adestramentos dentro das normas de segurança, com a utilização de munição não letal.

Nesse contexto, o exercício contou com a participação do 26ª Batalhão de Infantaria Pára-quedista (26º BI Pqdt), sediado no Rio de Janeiro (RJ), que realizou a Operação Bumerangue de Selva Oriental, em Marabá (PA), empregando a “Força Tarefa Santos Dumont” e uma aeronave C-95 Bandeirantes da FAB. Cerca de 200 paraquedistas realizaram salto no céu de Marabá.

As atividades da FORPRON fazem parte do Sistema de Prontidão Operacional da Força Terrestre (SISPRON), criado para implantar uma metodologia única de preparação de grandes efetivos. O Sistema é encarregado de planejar, coordenar e controlar a manutenção do nível de adestramento denominado “preparação completa”, disponibilizando tropas preparadas adequadamente nas mais variadas capacidades operativas da força terrestre.

Fonte: Comando Militar do Norte

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

O acordo criará um canal de fabricação naval com sede nos Emirados Árabes Unidos e demonstra compromisso da estatal de...

Neste domingo, dia 18 de fevereiro, o primeiro lote de cinco viaturas blindadas 6X6 Guarani APC (“armoured personnel Carrier”), fabricados...

O Canadá registrou junto à Saab um pedido de compra de unidades do sistema de defesa antiaérea de curto alcance...

Faça hoje mesmo o seu cadastramento para participar da LAAD Security & Defence 2024, o maior evento de defesa e...

Comentários

5 respostas

  1. Pode parecer uma pergunta besta mas … porque de alguns anos para cá o EB começou a “certificar” seus batalhões e brigadas como “forças de prontidão”. Foi uma nova metodologia de emprego aprovada ou tem como objetivo alguma certificação/Destaque internacional ( ONU) ?
    Ou so serve para que o mesmo possa detectar eventuais lacunas( material, pessoal ou de doutrina) 😕

    1. A certificação é uma nova metodologia de se ter confirmação que a tropa está apta a cumprir a missão a ela destinada no período de Prontidão.
      Uma tropa treinada pra ser inimiga se contrapõe a ela, com Observadores, Controladores e Avaliadores (OCA) verificando se a tropa sendo certificada está empregando as Técnicas, Táticas e Procedimentos (TTP) doutrinariamente corretos, com o que há de mais moderno na doutrina. Além de empregar meios eletrônicos que confirmam que o militar foi morto ou ferido, obrigando-o a empregar as técnicas o mais perfeitamente possível, tanto de tiro, quanto de progressão, dentre outras.
      Quando a tropa é certificada, todas as atividades que serão realizadas visam cumprir o que prescreve cada Objetivo previsto no Plano Padrão de Adestramento daquele tipo de tropa para aquele tipo de operação, do Estado-maior, a cada fração. Esses objetivos são postos em planilhas, esmiuçados nas TTP que devem ser realizadas, e os OCA avaliam se cumpriram ou não.

  2. Participei de duas certificações pela 23 Bda Inf Sl. O objetivo principal é identificar lacunas com a finalidade de completar materiais e melhorar a instrução. Nesta certificação são utilizados ainda meios de simulação de combate do Centro de Adestramento Leste (CA- Leste) possibilitando maior realismo nas ações de combate. O relatório das ações é encaminhado ao Comando de Operações Terrestres (COTER) e ao Estado Maior do Exército (EME) que priorizam a compra de Materiais de Emprego Militar (MEM) e planejam as certificações futuras .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Disponível

DISPONÍVEL