22 de abril – o Dia da Aviação de Caça

0
545

O mês de abril de 1945 deu início a chamada Ofensiva da Primavera, operação iniciada em 6 de abril pelas forças Aliadas envolvidas na Campanha da Itália na 2ª Guerra Mundial. O objetivo era lançar o maior esforço de ataques para desarticular as forças do Eixo naquela região.

O Brasil, profundamente envolvido naquele Teatro de Operações, tomou parte das ações daquela ofensiva, sendo que a Força Aérea Brasileira (FAB), através do 1º Grupo de Aviação de Caça, escreveu um dos capítulos mais gloriosos da sua história no dia 22 de abril, num dos ápices daquela operação.

Com uma terrível meteorologia que encobria o aeródromo de Pisa, onde estava sediado o 1º Grupo de Aviação de Caça, a primeira decolagem só foi possível às 8h30 com quatro caças Republic P-47D Thunderbolt da Esquadrilha Azul (C) que portavam duas bombas de 250kg cada além de um total de 7.680 cartuchos das oito metralhadoras calibre .50 polegadas.

Aquela Esquadrilha foi composta pelo Cap. Av. Horácio Monteiro Machado, 2º Ten. Av. Leon Roussolière Lara de Araújo (remanejado da Esquadrilha Amarela depois que essa deixou de existir em fevereiro de 1945 dada a elevada taxa de atrito), 2º Ten. Av. Pedro de Lima Mendes e o Asp. Av. Raimundo da Costa Canário (também proveniente da Esquadrilha Amarela).

Essa esquadrilha atacou e danificou, às 9:10, uma ponte de pontões construída pela engenharia alemã ao norte de San Benedetto.

A partir das 08h30, a cada cinco minutos, uma esquadrilha decolou para atacar um determinado alvo.

Naquele dia, o 1º Grupo de Aviação de Caça tinha 23 aviões e 22 pilotos disponíveis para o voo, sendo realizadas ao todo 11 missões com quatro aviões cada, resultando em 44 saídas num intervalo de sete horas.

Dessa forma, o Cap. Av. Horácio, o 2º Ten. Av. Lara e o 2º Ten. Av. Lima Mendes voaram três missões cada naquele dia. O 1º Ten. Av. Rui Barbosa Moreira Lima, 2º Ten. Av. Hélio Langsch Keller e o 2º Ten. Av. Alberto Martins Torres, uma missão cada. Os demais, duas missões cada.

Ao longo do dia, o 2º Ten. Av. Marcos Eduardo Coelho de Magalhães, na sua segunda missão, foi abatido, saltando de paraquedas e feito prisioneiro de guerra pelos alemães.

Os resultados do dia 22 de abril foram 97 transportes a motor, 35 veículos à tração animal, um parque de viaturas e 14 edifícios ocupados pelo inimigo destruídos ou imobilizados. Outros 17 veículos a motor, uma ponte de barca e uma ponte rodoviária foram avariadas, sendo atacadas, ainda, quatro posições militares.

Por conta do dia 22 de abril de 1945, o 1º Grupo de Aviação de Caça recebeu, em 22 de abril de 1986, a condecoração norte-americana “Presidential Unit Citation”, entregue para as unidades que se destacaram por extraordinário heroísmo.

 

Mais informações sobre a atuação do 1º Grupo de Aviação de Caça na 2ª Guerra Mundial podem ser vistos num dos mais completos websites dedicados ao tema, o www.jambock.com.br, do pesquisador Vicente Vazquez.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here