Flagramos o protótipo da nova submetralhadora compacta da Taurus Armas!

16
37223
A Taurus está trabalhando em uma nova submetralhadora aparentemente em calibre 9 mm, de design completamente novo. Foto: T&D

A Taurus está trabalhando em uma nova submetralhadora aparentemente em calibre 9 mm, de design completamente novo, e versões do seu fuzil T-4 no calibre .300 Blackout (BLK) com acabamento em Cerakote*, apresentando novas coronhas ergonômicas e placas do guarda mão táticas com trilhos picattiny integrados, em duas diferentes configurações de canos.

Flagradas nas ações de 80 anos da empresa (quando era proibido inclusive fotografar os protótipos) as novas armas chamaram bastante a atenção, especialmente a submetralhadora, compacta e com pistol grip estilo T-4 mais uma coronha bifilar retrátil em material plástico reforçado.

A parte superior da nova submetralhadora é bem reta, com trilhos picattiny incorporando massa e alça de mira compatível.

O cano do protótipo fotografado é pequeno, evidenciando a compacidade do projeto.

Travas/seletor de tiro, o retém de carregador e a alavanca de manejo estão do lado direito da nova submetralhadora.

Não se sabe a capacidade dos carregadores já que não obtivemos fotos do protótipo municiado.

A julgar pelo tamanho e disposição da janela de ejeção, a nova sub foi construída no calibre 9 mm ou em .40, mas isso é uma especulação, já que não obtivemos qualquer informação da Taurus, que preferiu não se pronunciar sobre as fotos.

*Cerakote é um revestimento de polímero + cerâmica. Pode ser aplicado em metais, em plásticos, polímeros e madeiras. A formulação exclusiva usada para o revestimento cerâmico aprimora várias propriedades de desempenho físico, incluindo resistência à abrasão/desgaste, resistência à corrosão, resistência química, resistência ao impacto e dureza. Os revestimentos cerâmicos utilizam tecnologia de ponta para superar qualquer revestimento competitivo em ambientes exigentes e aplicações do mundo real.

16 Comentários

  1. Existem boatos que a Taurus trouxe um nome muito bem-conceituado atualmente para seu desenvolvimento de produto (que pelo visto já vem fazendo diferença). Se esse nome for o jovem do Rio Grande do Sul que todo mundo fala, anotem aí, eles irão entrar para história novamente.

    • O que fizeram de inovador nessa submetralhadora desfizeram naquele M4. So mudaram de cor e acham que é um produto em desenvolvimento? ?? Certamente um é feito na Geórgia e outro no Brasil, tirem suas conclusões.

  2. e os problemas nas armas taurus ???? pergunta : as armas destinadas ao exterior tem o mesmo material para as armas destinadas ao comercio nacional ? Ou , as armas taurus fabricadas no E.U sçao melhores que as armas taurus fabricadas aqui ?

    • Sim, as armas saem idênticas da linha de montagem e só depois recebem a destinação final (mercado nacional ou estrangeiro). Por isso, os modelos que deram problemas aqui também deram lá fora. Mas isso parece ter ficado no passado, frutos de uma gestão anterior à atual. Há muito tempo não ouço mais falar de problemas com as armas da Taurus, só elogios aos produtos (principalmente os mais recentes). Pela minha experiência pessoal, até o momento nunca tive motivos pra reclamar.

      • Caro amigo, infelizmente a taurus tem um controle de qualidade muito ruim, isso faz com que armas novas apresentem problemas basicos como por exemplor aparalho de pontaria que voam das armas durante os disparos.
        Isso acontece com uma arma cujo seu projeto é de 1911, passou por 2 grandes guerras, foi a arma de varios exercitos ao redor do mundo, arma mais que testada e mesmo assim a Taurus consegue fazer uma copia ruim.

  3. A matemática é simples, nós agora cacs podemos importar dos EUA um rifle S&W por cerca de 500$$, que na conversão se transforma em algo próximo a 9kR$. Ou a Taurus se reinventa e joga os preços lá para baixo ou então fecha as portas, pelo menos no Brasil.

  4. Sim, as armas saem idênticas da linha de montagem e só depois recebem a destinação final (mercado nacional ou estrangeiro). Por isso, os modelos que deram problemas aqui também deram lá fora. Mas isso parece ter ficado no passado, frutos de uma gestão anterior à atual. Há muito tempo não ouço mais falar de problemas com as armas da Taurus, só elogios aos produtos (principalmente os mais recentes). Pela minha experiência pessoal, até o momento nunca tive motivos pra reclamar.

  5. torço muito pelo sucesso da Taurus, ela é muito importante para nosso país e para o desenvolvimentos de armas. Pois a outra é praticamente estatal, já a Taurus está no mercado. E precisamos muito do desenvolvimento da Taurus, pois o que escuto do IA2 também não é lá grande coisa.

  6. Compacta, Robusta, bem diferente e um tanto desfiadora. Tudo isso na mesma arma e aparentemente é só um protótipo? ?? Me arrisco a dizer que esse produto ja deve fazer parte dos projetos americanos da Georgia, ou compraram um projeto pronto vindo de outro fabricante. Aparentemente tem muita coisa boa e diferente para ter sido criada pelos mesmos autores da CT e da 24/7

  7. Graças a Deus alguém teve a ideia de inventar uma nova plataforma. Chega de AR15 !! Todo mundo que diz ter uma submetralhadora compacta pega um AR e só diminui de escala! Ou pega um AR e corta fora a Frente como a SIG fez! Kkk me doi dizer quase mas parabéns taurus

  8. Pelo visto a taurus acertou, fez o que ninguém fez aparentemente. Decidiu virar a chave e parar de copiar projetos consagrados, gostei desse design, pega a linha de um ps4, pequeno mas quadrado nos passa um sensação de robustez. Estamos ansios agora Taurus, parabéns

  9. Não sei como fizeram, quem fez, ou como estão fazendo. É a primeira vez que tenho a sensação que alguém acertou a mão. Parabéns Taurus. Queremos ver funcionando!!

  10. Taurus encontrou a solução pro seus problemas de projeto, manda todo mundo embora e contrata pessoas novas. Pena que demorou 80 anos para perceber isso. Parabéns aos criadores, sem dúvida vai mudar o mercado (por um lado positivo esperamos)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here