Estudo: Emprego Carros de Combate em Conflitos de Baixa Intensidade (Blindados).

2
2743
"Estudo de Emprego de Carros de Combate em Conflitos de Baixa Intensidade".

O autor deste estudo, Adriano Santiago Garcia, é capitão do Exército Brasileiro, da Arma de Cavalaria.

Trabalha com o carro de combate Leopard 1A5 desde sua introdução no Exército.

No final de 2016, atuando como instrutor do Centro de Instrução de Blindados, participou da IMGC no Regimento de Cavalaria Nº 04, de Portugal.

Dessa experiência resultou o “Estudo de Emprego de Carros de Combate em Conflitos de Baixa Intensidade“.

Introdução

(para ler o estudo completo,clique no link ou visualize abaixo)

Após 100 anos de sua estreia em operações, o carro de combate (CC) tornou-se a ponta de lança de forças terrestres, devido as suas principais características, tais como proteção blindada, potência de fogo e flexibilidade.

Das primeiras máquinas que se “arrastavam” sobre o arame farpado do vale do Somme, na Primeira Grande Guerra, até os complexos sistemas que monitoram as planícies afegãs, os CC mantiveram sua concepção básica, extrapolando em muito suas capacidades e missões.

Os primeiros conflitos do pós-Guerra Fria, a Operação Tempestade no Deserto (1991), e na Bósnia e Herzegovina (1992-1995), foram os teatros de operação que apresentaram um uso completamente distinto da força blindada e, em ambos, a versatilidade das máquinas foi essencial para as forças em terra.

Os conflitos em regiões densamente humanizadas foram interpretados como o possível fim das “bestas de aço”, pois acreditava-se que elas não conseguiriam manobrar e seriam alvos muito fáceis nesses locais.

A desastrosa campanha russa em Grozny (1994-1996) parecia comprovar a crença da inutilidade dos CC no novo cenário de conflito.

Contudo, o emprego de carros de combate tornaria-se decisivo tanto na região do Kosovo quanto nas campanhas Iraq Freedom e na invasão do Afeganistão, corroborando a necessidade desse centenário engenho de guerra.

Palavras-chave: #Carro de combate,  #Kosovo, #Iraq Freedom, #Afeganistão

2 Comentários

  1. “Ler sobre carros sempre foi minha paixão, eu sempre ajudei amigos e familiares a decidir a compra de um carro, agora estou conseguindo fazer isso com muito mais pessoas, é um grande prazer”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here