Treinamento Intensivo de Atendimento a Emergência com Produtos Perigosos.

0
1524
O treinamento foi encerrado neste sábado, dia três de março, com um grande simulado realizado na área central da cidade de Uberaba.

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais promoveu no triangulo mineiro, nesta última semana, um Treinamento Intensivo de Atendimento a Emergência com Produtos Perigosos para bombeiros da região.

Treinamento Intensivo de Atendimento a Emergência com Produtos Perigosos

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais promoveu no triangulo mineiro, nesta última semana, um Treinamento Intensivo de Atendimento a Emergência com Produtos Perigosos para bombeiros da região.

Na ação, com duração de seis dias e carga horária superior a sessenta horas, aconteceu na cidade de Uberaba e teve participação de bombeiros da Unidade especializada do 2° COB/8° BBM, além de militares das cidades de Uberlândia, Patos de Minas, Patrocínio e Paracatu.

Uma equipe do Pelotão de Operações Químicas, Biológicas, Radiológicas e Nucleares do Batalhão de Emergências Ambientais e Resposta a Desastres, deslocou da capital mineira trazendo novas tecnologias, conhecimentos e técnicas atualizadas sobre o assunto.

A Região do Triângulo mineiro foi pioneira neste treinamento, que antes era ministrados pelos bombeiros apenas na capital, tal situação se deu pela alta demanda da região, uma vez que apresenta um dos maiores índices de acidentes com Produtos Perigosos do Estado de Minas e pela necessidade de instruir bombeiros da recente inaugurada unidade especializada do 2° COB, o Pelotão de Emergências Ambientais e Resposta a Desastres.

O treinamento foi encerrado neste sábado, dia três de março, com um grande simulado realizado na área central da cidade de Uberaba, onde os alunos puderam colocar em prática todo o conhecimento adquirido durante a semana.

A equipe simulou o atendimento a um acidente envolvendo um veículo de passeio e uma carreta carregada com um produto perigoso, corrosivo e tóxico, onde foram tomadas ações pelos bombeiros para a correta identificação do produto, isolamento do perímetro de segurança, salvamento e descontaminação de vítimas e medidas de contenção e controle do produto.

O simulado teve a participação de outras agências que no caso de acidentes envolvendo produtos perigosos também devem operar na ocorrência, como a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), Defesa Civil e Guarda Municipal de Uberaba e a empresa prestadora de Serviço de mitigação ao dano ambiental neste tipo de emergência, no caso de Uberaba, a SUATRANS.