Thales apresenta o EagleSHIELD, proteção contra drones de uso mal intencionado

O tráfego de drones no espaço aéreo civil aumentou significativamente nos últimos anos. Como existe sempre a possibilidade de que essas aeronaves não tripuladas possam ser usadas de maneira mal-intencionada, medidas eficazes devem estar disponíveis para proteger os cidadãos e a infraestrutura crítica.

Para lidar com a crescente ameaça do uso mal-intencionado de drones, a Thales desenvolveu uma solução exclusiva, totalmente integrada, para drones. Tal solução foi projetada para detectar, identificar, rastrear e neutralizar drones que estejam voando no espaço aéreo civil para proteger zonas sensíveis, tais como aeroportos, arenas esportivas, infraestrutura crítica e eventos de grande porte em áreas urbanas.

O radar holográfico Gamekeeper, o único radar no mercado a fornecer cobertura de vigilância do espaço aéreo em 360°, identifica e rastreia todos os tipos de plataformas aéreas que voam em baixa altitude e a uma velocidade média em um raio de 7 km.

Complementando o radar, sensores de raios infravermelhos e radiofrequência refinam o desempenho de identificação e classificação de ameaças do sistema, usando sofisticadas técnicas de fusão de dados em tempo real para determinar o tipo exato de aeronave não tripulada envolvida.

A solução EagleSHIELD oferece aos operadores uma visão clara e simplificada da situação para proteger o espaço aéreo em tempo real e fornece aos serviços de segurança e forças armadas uma visão abrangente e coesa do espaço aéreo.

Totalmente integradas a esses recursos de vigilância, diversas contramedidas para o uso de drones estão disponíveis e fornecem uma resposta proporcional à ameaça, dependendo do contexto operacional. Quando há uma confirmação de ameaça eminente, a Thales pode incorporar uma variedade de soluções técnicas, incluindo, por exemplo, interferência de sinal eletromagnético, interceptação por frota de drones e artifícios de energia dirigida, para neutralizar drones não autorizados.

Nos últimos sete anos, a Thales investiu bastante nestas quatro principais tecnologias digitais: inteligência artificial, Big Data, conectividade e segurança cibernética. Atualmente, a empresa está aproveitando esses investimentos para levar aos cidadãos os benefícios dos drones comerciais ao mesmo tempo em que combate as ameaças associadas ao uso mal-intencionado de aeronaves não tripuladas no espaço aéreo civil.

“A solução EagleSHIELD da Thales ajuda os clientes a lidar de forma eficiente com as incursões feitas por drones em ambientes complexos em torno de infraestrutura crítica e zona  sensíveis, para que possam avaliar a situação e tomar as melhores decisões em questão de segundos”.  Thomas Got, Vice-Presidente de Proteção Integrada do Espaço Aéreo da Thales.

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Empresas brasileiras destacam inovações e capacidades no cenário internacional A Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança...

Para celebrar os feitos dos mais de 25 mil homens e mulheres brasileiros que lutaram na 2ª Guerra Mundial, o...

Desde 1º de janeiro de 2023, o dr. Artur José Dian ocupa o cargo de Delegado-Geral da Polícia Civil do...

Em um surpreendente anuncio ocorrido hoje, dia 11 de junho, a empresa franco-germânica KNDS informou que encerrou as negociações de...

Comentários

DISPONÍVEL