Testes de alinhamento da antena de comando do SGDC

O equipamento será responsável por enviar comandos ao satélite brasileiro em órbita. (Imagem: Agência Força Aérea)

Engenheiros iniciaram testes de alinhamento dos cerca de 40 painéis da antena de comando do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC). O equipamento instalado em Brasília (DF), dentro da área do Sexto Comando Aéreo Regional (VI COMAR), teve a fase de montagem encerrada na semana passada.

Esses testes devem durar duas semanas e realizados pelos engenheiros da Thales Alenia Space, fabricante do satélite. Os ensaios incluem estudos de fotogrametria, sendo que as imagens são registradas à noite e posteriormente verificadas em software. Os resultados são usados para avaliar o alinhamento da antena para futuramente captar o sinal do satélite. Todo o processo é acompanhado por profissionais do Ministério da Defesa, da Telebras e da Visiona Tecnologia Espacial, esta última uma joint-venture composta pela Embraer (51%) e Telebras (49%).

De acordo com a Telebras, a fase de montagem, além de muito importante dentro do processo de instalação da Estação de Controle do SGDC, é um trabalho muito delicado e difícil de ser implementado por se tratar de uma antena de alto desempenho. A instalação necessita ser bem sucedida uma vez que os requisitos técnicos de apontamento são bastante rígidos.

A antena tem 18 metros de altura, 13 metros de diâmetro e pesa 42 toneladas será usada para controlar o SGDC. O satélite, que será lançado ainda este ano, ficará posicionado a uma distância de 36 mil quilômetros da superfície da Terra, cobrindo o território brasileiro e o oceano Atlântico. Uma segunda antena auxiliar no comando do satélite será montada no centro de operações secundário, localizado no Rio de Janeiro.

O terceiro estágio do projeto do satélite envolve as plataformas de comunicação e estações de acesso (gateways), de interligação do sistema. Ao todo, serão cinco estações localizadas em Brasília, Rio de Janeiro, Florianópolis, Salvador e Campo Grande. Todas as obras de solo do SGDC serão erguidas em áreas militares. As instalações dessas estações deverão ser concluídas no segundo semestre de 2016.

Ivan Plavetz

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) planeja testar uma das mais avançadas tecnologias de imageamento por satélite. Isso será...

A IACIT fortaleceu sua posição no mercado ao estabelecer uma colaboração estratégica com a Omnisys Engenharia, subsidiária da Thales, e a Meteomatics,...

A MBDA assinou uma emenda contratual com a Organização para Cooperação Conjunta em Armamento (OCCAR) para aumentar as capacidades técnicas...

A equipe de Tecnologia & Defesa esteve a bordo do super navio-aeródromo USS George Washington (CVN 73), um navio de...

Comentários

DISPONÍVEL