Simuladores Rheinmetall para treinamento do Tiger

0
1347
Foto 1 TigerSim.
(Imagem: Airbus Helicopters)

 

Tripulações de helicópteros de ataque Tiger da Alemanha e França continuarão treinando com a tecnologia de simulação da Rheinmetall, segundo informou a companhia.

Em dezembro de 2014, a Organização para Cooperação Conjunta em Material de Armamentos (OCCAR) contratou em parceria com ARGE TATM (ARGE Tiger Aircrew Training Means) a modernização dos simuladores já em serviço. Trata-se de um programa de cooperação entre a Thales e a Rheinmetall. O programa de modernização implementado pelas duas empresas foi iniciado em janeiro e se estenderá até setembro de 2018.

O contrato envolve a modernização dos simuladores existentes, que serão atualizados para incorporar as configurações dos Tigers reais. Entre as atualizações figuram o software de gerenciamento básico e dos sistemas de missão, e também um novo hardware de cockpit. Terão novos sistemas e software de visualização, novos projetores e sistemas computacionais no lugar dos obsoletos.

Adicionalmente, a atualização irá adequar-se à nova variante do Tiger HAD recentemente entregue para o exército francês.

O escopo do contrato inclui simuladores para as novas instalações em Phalsbourg, França. Além disso, o Sistema de Suporte Operacional da Alemanha será objeto de modernização, facilitando preparação das missões e treinamento tático. Por último, haverá prestação de serviços de suporte operacional, incluindo gerenciamento de obsolescência.

A Thales e a Rheinmetall começaram a desenvolver sistemas de treinamento para o helicóptero franco-germânico Tiger em 2001. Adquiridos através da OCCAR, os equipamentos foram entregues em 2005.

Atualmente os simuladores do Tiger estão operando em dois locais na França e um na Alemanha.

 

Ivan Plavetz