Sikorsky busca fábrica no Brasil

0
3937
DSC_0148
(Imagem: Roberto Caiafa)

Dois municípios do interior do estado de São Paulo (Taubaté e São José dos Campos) estão disputando junto a Sikorsky Company a preferência para receber um Centro de Manutenção de Helicópteros em 2016 e, futuramente, uma fábrica (linha de montagem) da empresa. A Sikorsky deve se fixar oficialmente no Brasil até agosto com a abertura de um escritório na região de Campinas, onde o grupo United Technologies, holding da qual a Sikorsky faz parte, já possui unidades. A frota da Sikorsky no Brasil gira em torno de 160 helicópteros. Além do uso militar pela Aviação do Exército e Força Aérea, a Petrobras também é outra grande empresa cliente no País, e inúmeras prestadoras de serviço Off-Shore contratadas operam a versão civil do BlackHawk, conhecida como S-76.

Há possibilidade de novas vendas para as Forças Armadas dos modelos BlackHawk e SeaHawk, mais indicados para modernizar a frota brasileira. Mas segundo a Copac (Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate), não há nenhuma informação nesse sentido por enquanto. No início de fevereiro, a Sikorsky assinou parceria com o Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos, para a criação de uma disciplina de desenho de asas rotativas no curso de engenharia aeronáutica do instituto. O objetivo é criar uma nova geração de engenheiros de helicópteros no Brasil.

Roberto Caiafa