Seminário sobre questões indígenas no Ministério da Defesa (DF).

Questões indígenas de interesse da Defesa foram debatidas nesta sexta-feira (2), durante seminário promovido pela Chefia de Assuntos Estratégicos do Ministério da Defesa, em sua sede, em Brasília (DF).

O evento foi realizado com objetivo de aprofundar o conhecimento sobre o tema, com vistas à atualização da Diretriz Ministerial para Relacionamento das Forças Armadas com as Comunidades Indígenas, e também apresentar os posicionamentos da Defesa sobre o assunto.

Durante a abertura do seminário, o chefe de Assuntos Estratégicos (CAE) do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), almirante Leonardo Puntel, destacou que o relacionamento das Forças Armadas com as comunidades indígenas foi construído ao longo de toda a história do Brasil. “As Forças Armadas compreendem que os índios são parcela importante da sociedade brasileira, reconhecendo-lhes os costumes, a organização social, a língua, as crenças e tradições, além dos direitos originários sobre as terras que ocupam tradicionalmente. Mais que isso, sabem que o índio pode constituir-se em valioso aliado na defesa do território nacional” afirmou o almirante.

esta imagem não possui descrição

As terras indígenas correspondem a cerca de 13% do território nacional. Algumas dessas terras tem ampla extensão e estão localizadas na faixa de fronteira, o que representa uma necessidade de mais presença do estado para atuar em defesa da pátria.

“Por relacionar-se com a Defesa Nacional o tema afeta não só as Forças Armadas e as comunidades indígenas, mas, de algum modo, a todos nós, sociedade e Estado, índios e não índios. Por isso, convidamos especialistas reconhecidos, representantes de vários órgãos governamentais, da Academia e da sociedade civil para debaterem conosco o assunto”, concluiu o almirante.

O Seminário contou com três painéis que trataram de questões internacionais, nacionais e de Defesa apresentados por autoridades e acadêmicos de vários órgãos: Ministério das Relações Exteriores (MRE); Fundação Nacional do índio (FUNAI); Universidade de Brasília (UnB); entre outros.

esta imagem não possui descrição

Franklinberg Ribeiro de Freitas, presidente da FUNAI, palestrou sobre “A política indigenista brasileira sob o paradigma da Constituição Federal de 1988”. Ele agradeceu o convite para participar do evento e falou da importância do debate para promoção do bem-estar da comunidade indígena. “Na FUNAI nós catalisamos todas as situações que envolvem a política indigenista do país. É uma satisfação poder dialogar sobre o assunto”, afirmou.

O líder indígena do Alto Rio Negro, no estado do Amazonas, Álvaro Tukano, participou do seminário. Ao falar da importância do diálogo promovido pelo evento, o cacique ressaltou a necessidade alinhamento de pensamento para acabar com conflitos e promover a união dos brasileiros. “Os povos indígenas não são incapazes, precisam de respeito. Assim, o Brasil será forte. Queremos contribuir com as Forças Armadas”, afirmou Álvaro.

A última palestra foi ministrada pelo secretário especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Hussein Ali Kalout. Ele falou sobre “Grandes Empreendimentos em Terras Indígenas”. Após as exposições, os temas apresentados foram debatidos entre os participantes do evento.

Por Débora Sampaio

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

De acordo com o Portal da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP), o governador do Estado, Jerônimo Rodrigues, autorizou...

O Grupo EDGE e a Fincantieri assinaram hoje, dia 20 de maio, um acordo que formaliza o lançamento da MAESTRAL,...

No ultimo sábado, dia 18 de maio, às 16h29 local, um caça Lockheed Martin F-35C Lightning II da US Navy...

Na tarde de sábado, dia 18 de maio, a aeronave KC-390 Millennium FAB 2858 realizou lançamento de donativos e materiais...

Comentários

DISPONÍVEL