Satélite SGDC será lançado com painel fabricado no Brasil

Imagem 2 SGDC-CENIC......
Painel estrutural desenvolvido pela CENIC foi integrado ao SGDC (Imagem: Thales Alenia Space)

A Thales Alenia Space é responsável pela entrega do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) para o governo brasileiro, por meio de um contrato firmado com a Visiona, empresa brasileira integradora de sistemas espaciais pertencente ao Grupo Embraer. Diante do desafio de entregar o satélite a tempo, em vista da dificuldade em desenvolver ou qualificar novos parceiros, a Thales Alenia Space assinou contrato com a empresa CENIC, com sede em São José dos Campos (SP). O objetivo também foi envolver empresas brasileiras no desenvolvimento do conteúdo do satélite.

Após a conclusão do teste de qualificação, o painel estrutural desenvolvido pela CENIC foi integrado ao SGDC. A entrega no prazo, incluindo a integração, representou um grande desafio, tanto para a CENIC como para a Thales Alenia Space.

Com suporte financeiro e técnico da AEB (Agência Espacial Brasileira), a CENIC foi capaz de construir um painel “sanduíche” de alumínio para ser integrado como estrutura de suporte da bateria do SGDC.

Esse processo representa o primeiro passo para uma bem-sucedida integração de peças brasileiras em um satélite construído pela Thales Alenia Space. Com outros contratos de transferência de tecnologia já assinados pela Thales Alenia Space, participações brasileiras envolvendo tecnologias de ponta podem ser esperadas no futuro para satélites de observação ou de comunicações.

“Estamos muito orgulhosos por fazermos parte do programa SGDC e de termos sido capazes de entregar no prazo um painel para ser lançado em breve”, disse Francisco Diaz, diretor da CENIC.

“Este painel demonstra o compromisso da Thales Alenia Space de apoiar o desenvolvimento da indústria brasileira com tecnologias atuais, em parceria com o governo brasileiro”, disse Joel Chenet, vice-presidente sênior e representante da Thales Alenia Space no Brasil.

“Com esse projeto a Thales fixa definitivamente o Brasil e a América Latina no mapa das suas estratégias globais, impulsionando o desenvolvimento aeroespacial na região. Isso representa também um passo muito importante no seu objetivo de duplicar a presença da companhia na América Latina até 2019”, afirmou Ruben Lazo, vice-presidente da Thales na América Latina.

Ivan Plavetz

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Empresa do Grupo Embraer participa de debate sobre soluções tecnológicas que estão moldando o futuro dos grandes centros urbanos As...

Hoje, dia 16 de maio, às 18:00hs, será lançado o livro “Segurança Escolar – Prevenção multidisciplinar escolar contra-ataques ativos”, de...

Um drone do Exército Brasileiro (EB) localizou, no fim da tarde dessa terça-feira, dia 14, moradores pedindo ajuda no topo...

A Águas Azuis, Sociedade de Propósito Específico (SPE), estabelecida entre a Thyssenkrupp Marine Systems, Embraer Defesa& Segurança e Atech para...

Comentários

DISPONÍVEL