Saab apresentará sistemas de mísseis antiaéreos na Mostra BID Brasil

0
2780
OBAMS é um sistema para média altitude telecomandado com alcance superior a 20 quilômetros e teto de emprego de 15 mil metros. (Imagem: Saab)

A Saab também participará da 4ª edição da Mostra BID Brasil. A companhia apresentará seus sistemas de mísseis antiaéreos reconhecidos mundialmente pela qualidade e precisão: o RBS 70 NG e o BAMSE.

“Nossas soluções para defesa antiaérea são altamente tecnológicas e, ao mesmo tempo, de fácil uso e manutenção. Além disso, prezamos para que os sistemas sejam flexíveis e de fácil integração com outros produtos utilizados pelos clientes”, explicou Marianna Silva, diretora geral da Saab do Brasil. “Parcerias longíquas e comprometimento com o cliente são algumas das características de nossa companhia”, disse.

O sistema de míssil de baixa altura telecomandado RBS 70, utilizado em vinte países, incluindo Brasil, Argentina, Emirados Árabes, França e Suécia, recebeu melhorias que deram origem ao RBS 70 NG (Nova Geração).

O sistema de pontaria ganhou um dispositivo de visão termal integrado de alta resolução; um avançado suporte visual para o atirador, que reduz o tempo de reação e agiliza a aquisição do alvo; e a função “acompanhamento automático”, que auxilia o atirador durante o engajamento e amplia a probabilidade de acerto. O sistema possui gravação de vídeo embutida, o que permite uma análise dos disparos realizados. Além disso, o guiamento foi aprimorado, tornando mais fácil tanto o acompanhamento manual quanto o automático.

O RBS 70 NG é um sistema para baixa altitude telecomandado com dispositivo de pontaria aperfeiçoado. (Imagem: Saab)
O RBS 70 NG é um sistema para baixa altitude telecomandado com dispositivo de pontaria aperfeiçoado. (Imagem: Saab)

Já o sistema de mísseis antiaéreos de média altura telecomandados BAMSE pode operar tanto em rede quanto de modo autônomo. Com alcance superior a 20 quilômetros e teto de emprego de 15 mil metros, o sistema possui um radar de vigilância ativo multifeixe e outro de acompanhamento monopulso, do tipo comando automático da linha de visada, para guiamento do míssil.

Com a possibilidade de lançar dois mísseis telecomandados simultaneamente, o BAMSE também permite que o operador anule o acompanhamento automático, escolha o ponto de pontaria no alvo e, se necessário, realize a mudança de alvo após o lançamento do míssil.

Ivan Plavetz