Rafael revela míssil Spike SR com ogiva PBF

0
3664

A israelense Rafael Advanced Defence está introduzindo uma nova ogiva designada PBF (Penetration Blast Fragmentation) no seu míssil superfície-superfície Spike SR (curto alcance), munição de precisão disparada através de lançador de ombro desenvolvida para equipar tropas desdobradas em ambientes urbanos.

De acordo com a fabricante, o Spike SR é uma arma do tipo “dispare e esqueça” para emprego à nível de pelotão. O conjunto míssil/lançador pesa apenas 9,8 Kg. A arma incorpora um sistema de pontaria composto por um avançado dispositivo de engajamento e busca de alvos por radiação infravermelha  projetado pela Rafael, sendo diferente do buscador giroestabilizado das versões MR, LR, ER do Spike.

Basicamente, a nova configuração do Spike SR reúne uma cabeça de guerra em tandem contendo explosivo anti-carro de combate (HEAT- High-Explosive Anti-Tank) desenvolvida para alvejar alvos estáticos e em movimento com elevada precisão e letalidade.

O Spike SR foi aperfeiçoado para emprego em ações táticas urbanas. (Imagem: Rafael)

Aviram Levy, diretor de marketing da área de sistemas de armas táticas de precisão da Rafael, disse que a nova ogiva foi concebida com tecnologia desenvolvida pela subsidiária Dynamit Nobel para o sistema RGW-90 Matador, atendendo requerimentos correspondentes a uma capacidade de penetração adequada às forças táticas em ação nas áreas urbanas. O Spike SR pode ser disparado contra carros de combate MBT a menos de 50 metros de distância. De acordo com Levy, a cabeça de guerra PFB demonstrou elevada eficácia contra estruturas de proteção inimigas durante disparos experimentais.

O alcance efetivo original do Spike SR é de 1.000 metros, entretanto, a Rafael divulgou que essa distância foi ampliada para 1.500 metros.

Ivan Plavetz