PROSUB: NUCLEP entrega a quarta seção do SBR-2

A NUCLEP entregou no último dia 15 de julho a seção S1 do submarino convencional SBR-2 (S 41 Humaitá) para a Itaguaí Construções Navais (ICN). Esta é a quarta seção de um total de cinco que compõem o casco resistente do submarino.

A seção S1 apresenta características especificas e se diferencia dos componentes entregues anteriormente. Trata-se da seção da popa do submarino, ou seja,  aquela que compõem a parte mais a ré da estrutura do SBR-2. Nela passará o eixo que movimentará a hélice de propulsão.

A cerimônia para entrega da seção aconteceu na fábrica da NUCLEP e reuniu funcionários da empresa e da ICN. O diretor industrial Liberal Zanelatto esteve presente no evento e ressaltou a importância do trabalho realizado na NUCLEP para o País.

“Esse projeto é muito importante para o estado brasileiro. Eu agradeço o trabalho desenvolvido por todos que fazem parte dessa equipe. É o trabalho de cada um que faz com que os resultados apareçam. Este é um trabalho realizado em poucos lugares do mundo e nós conseguimos fazer com qualidade”, avaliou Zanelatto.

As seções do SBR-2 estão sendo entregues desde o início de 2016. A previsão é que a S2A, seção que completa o casco resistente do segundo submarino, seja entregue no próximo mês de novembro. Este será o primeiro submarino com tecnologia francesa, integralmente, produzido no Brasil, visto que, o SBR-1 (S40 Riachuelo) teve partes produzidas na França.

NUCLEP entrega penúltima seção do casco resistente do SBR-2 (Imagem: NUCLEP)
NUCLEP entrega penúltima seção do casco resistente do SBR-2 (Imagem: NUCLEP)

“O evento de hoje serve para consolidar um trabalho de equipe iniciado em 2011 com muitas dificuldades e incertezas, enquanto buscávamos nos adaptar ao processo de produção francês. Desafios começaram a ser vencidos quando NUCLEP e ICN uniram e complementaram esforços. A força do projeto e as entregas contínuas são fruto dessa união”, concluiu Zanelatto.

O SBR-2 é um submarino  do mesmo modelo do SBR-1, ou seja, é da classe Scorpene customizado para a Marinha do Brasil e integra o Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB), que prevê ainda a construção de mais dois submarinos convencionais de propulsão diesel-elétrico da mesma classe e, também, o futuro submarino brasileiro de propulsão nuclear.

Ivan Plavetz

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Empresas brasileiras destacam inovações e capacidades no cenário internacional A Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança...

Para celebrar os feitos dos mais de 25 mil homens e mulheres brasileiros que lutaram na 2ª Guerra Mundial, o...

Desde 1º de janeiro de 2023, o dr. Artur José Dian ocupa o cargo de Delegado-Geral da Polícia Civil do...

Em um surpreendente anuncio ocorrido hoje, dia 11 de junho, a empresa franco-germânica KNDS informou que encerrou as negociações de...

Comentários

DISPONÍVEL