Primeira Ala é inaugurada pela Força Aérea Brasileira

0
2309

Desde a última semana, a estrutura da Força Aérea Brasileira (FAB) em Natal (RN) não é mais a mesma. Foram extintas a Primeira Força Aérea (I FAE) e a Base Aérea de Natal (BANT), dando lugar à nova unidade operacional Ala 10.  A Ala 10, primeira das 15 que serão ativadas em todo o País, representa um passo importante no processo de reestruturação pelo qual passa a FAB.

Segundo o chefe do Comando-Geral de Operações Aéreas (COMGAR), tenente-brigadeiro do ar Gerson Nogueira Machado de Oliveira, a ativação da Ala 10 é a primeira medida relativa às mudanças na área operacional. “A Ala não substitui as bases aéreas ou os comandos aéreos regionais, mas trata-se de uma nova visão, um novo conceito de gestão operacional”, afirmu o brigadeiro Machado.

(Imagem Agência Força Aérea)
(Imagem: Agência Força Aérea)

Ele explicou que além de gerenciar os três esquadrões de especialização dos pilotos recém-formados na Academia da Força Aérea (AFA), a Ala 10 vai contar com mais dois. Em 2017, o Esquadrão Falcão (1º/8º GAv), que opera helicópteros H-36 Caracal, será transferido de Belém (PA) para Natal. O Segundo Esquadrão de Transporte Aéreo (2º ETA), de Recife (PE), ficará subordinado à nova ala.

O comando da nova unidade está a cargo do brigadeiro-do-ar Pedro Luís Farcic, antes à frente da I FAE. Segundo o coronel Cesar Faria Guimarães, chefe do Estado-Maior da I FAE, a Ala vai repassar para o Grupamento de Apoio as atividades administrativas para poder focar nas atividades operacionais. “Com o recebimento dessas duas novas unidades aéreas, a Ala 10 vai ganhar  importância ainda maior, não só na especialização dos pilotos, mas também no emprego operacional da Força”, afirmou.

 

Ivan Plavetz