Polícia Federal emprega aeronave em operação de fim de ano

0
2215
O EC135 T2+ ampliou a eficácia da Receita Federal na região de fronteira do Brasil com Paraguai e Argentina. (Imagem: Helibras)
O EC135 T2+ ampliou a eficácia da Receita Federal na região de fronteira do Brasil com Paraguai e Argentina. (Imagem: Helibras)
O EC135 T2+ ampliou a eficácia da Receita Federal na região de fronteira do Brasil com Paraguai e Argentina. (Imagem: Helibras)

Desde o último sábado (06), um helicóptero EC135 T2+ fornecido pela Helibras/ Airbus Helicopters e operado pela Receita Federal do Brasil, está baseado na cidade de Foz do Iguaçu (PR) para cumprir tarefas de busca e repressão ao contrabando.

Com a proximidade do Natal, o movimento na fronteira que separa o Brasil de cidades do Paraguai e da Argentina tende a se intensificar. Desta forma, como parte das atividades da Receita Federal na região, está havendo uma mobilização de delegacias da cidade paranaense que contam com apoio do helicóptero da instituição federal. Como meio de auxilio à investigação terrestre, equipes da PF estão atuando também com ajuda de cães farejadores.

O EC135 T2+ da PF está equipado com câmera de imageamento térmico e sensores infravermelhos para detectar e identificar qualquer movimentação suspeita na superfície, além de equipamentos de visão noturna (NVG) para observar o que ocorre no solo mesmo à distância e em condições noturnas. “Esses aparelhos tornam a nossa tarefa muito mais segura e discreta, o que aumenta a eficácia de nossos voos. O que se vê no ar, com o auxílio das câmeras é imediatamente repassado para as equipes terrestres ou náuticas e também contribui para o planejamento de futuras ações”, explica Leandro Calazans Leal, auditor-fiscal da Divisão de Operações Aéreas da Secretaria da Receita Federal do Brasil. “O helicóptero nos dá a possibilidade de ampliar as dimensões de uma missão”, destacou Leandro.

As fiscalizações e atividades de inteligência passaram a contar com helicópteros em 2007, na ocasião foram entregues os dois primeiros helicópteros da Receita Federal, entre eles o EC135 T2+ da Helibras. O sistema de vigilância aérea, conjunto de equipamentos mais importantes  para a missão da aeronave, foram desenvolvidos, homologados e instalados pelos engenheiros brasileiros na fábrica da empresa em Itajubá (MG).

Ivan Plavetz